fbpx

pronto falei

Riva comparece e fica em silêncio durante depoimento na Câmara de Cuiabá

Publicados

em

Divulgação

O ex-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, ex-deputado estadual José Geraldo Riva (sem partido), ficou em silêncio durante depoimento à CPI do Paletó, na manhã desta quarta-feira (3), na Câmara Municipal de Cuiabá.

A CPI tem como investigação central o prefeito da Capital, Emanuel Pinheiro (MDB), por uma suposta obstrução à Justiça.

O ex-parlamentar chegou a ser questionado se existia o chamado mensalinho na Assembleia Legislativa pago em outros governos para que os deputados estaduais fizessem vistas grossas à administração estadual.

Riva não quis responder, mas teria se comprometido, em outro momento, a falar sobre o assunto. A orientação teria sido dada pelos seus advogados.

O ex-deputado, segundo a CPI, é considerado peça fundamental, uma vez que ele confirmou a existência do pagamento de “mensalinho” feito pelo Governo do Estado para dezenas de deputados – ao longo de 20 anos em que estava como parlamentar -, em delação premiada firmada com o Ministério Público do Estado (MPE).

Comentários Facebook
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pronto falei

O secretário de desenvolvimento urbano de Poconé, Amaral Júnior, é acusado de espionagem na campanha eleitoral de 2020.

Publicados

em

Atualizada às 17h10, do dia 11/02/2021.

INTERNET

O secretário de Desenvolvimento Urbano e Econômico do município de Poconé (104,3 km de Cuiabá), Amaral Júnior, primo do prefeito José Joadir Amaral Júnior, é acusado por fazer espionagem durante a campanha eleitoral em 2020.

Num vídeo que circula pela internet, Almir Barreto mostra o controle de um portão com uma câmera espiã embutida que teria sido preparado para Amaral gravar adversários que supostamente estariam comprando votos. As gravações teriam como objetivo incriminar  o candidato a prefeito Clóvis Martins, que obteve 5.233 votos.

As provas contra o candidato já estariam de posse da Polícia Federal.

A reportagem tentou contato com Amaral Júnior, via WhatsApp, na manhã desta quinta-feira (11). Ele disse que estava em reunião e retornaria para dar sua versão, mas não fez.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

pronto falei

França não conseguiu se eleger prefeito de Cuiabá em 2020, mas ganhou do governador um cargo pra sua filha na Casa Civil.

Publicados

em

Isso é Notícia

Depois do apoio de peso (para baixo – ops!) do governador Mauro Mendes (DEM) na campanha eleitoral do ano passado, a filha do candidato derrotado Roberto França ganhou um cargo comissionado na Casa Civil de Mato Grosso.

A nomeação de Roberta Araujo França Auad foi publicada no Diário Oficial de hoje e assinada pelo próprio governador e pelo secretário Mauro Carvalho.

Ela vai atuar como assessora especial da Coordenadoria de Orçamento e Convênios da Casa Civil, com cargo DGA-4, que corresponde a salário mensal de R$ 5 mil.

Comentários Facebook
Continue lendo

pronto falei

A choradeira da Câmara não comoveu Kalil Baracat que nomeou Luis Celso de Morais Secretário de Obras. Os vereadores queriam outro.

Publicados

em

O Empallador

Conta a história que no final da década de 80 e início de 90, um parente próximo de uma vereadora de Várzea Grande, eleita naquela época, disparou a seguinte frase pela cidade, “Vereador e nada em Várzea Grand  é igual a nada”, mas deixa isso no passado, já que hoje (9), o Prefeito Kalil Baracat (MDB) fez publicar a re-nomeação do Secretário de Obras, Luis Celso Morais de Oliveira. A escolha de Oliveira para comandar a importante pasta faz calar a boca de boa parte dos parlamentares várzea-grandenses, já que Kalil não deu importância a choradeira da Câmara. É daqui pra melhor.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

Polícia

GERAL

Mais Lidas da Semana