fbpx

Geral

WhatsApp ocultará o ‘online’ para você ler mensagens sem ninguém saber

Publicados

em

O WhatsApp já deixa desativar o “visto por último” há bastante tempo. Mesmo assim, o mensageiro sempre indica quando o usuário utiliza o aplicativo, com o status “online” dentro das conversas. Felizmente, os responsáveis pelo app de mensagens estão preparando uma opção para esconder o indicador, segundo o WABetaInfo.

Os detalhes deram as caras na versão experimental da plataforma. A alteração aparece nas configurações do app de mensagens, na seção privacidade. Ao acessar a futura página “Visto por último e online”, será possível definir quem tem acesso ao aviso, que diz se o usuário está com o aplicativo aberto ou não.

A definição vai oferecer duas alternativas aos usuários. A primeira serve para exibir o aviso a qualquer pessoa. A segunda segue as definições do “visto por último”, que permite ocultá-la para todos ou limitá-las somente aos seus contatos.

“Se você não compartilhar seu último visto e online, não poderá ver o último visto de outras pessoas e online”, diz a descrição da configuração.

WhatsApp enfim vai deixar ocultar o status online

A nova definição é basicamente um dos recursos mais desejados pela comunidade. Desde que o WhatsApp permitiu ocultar o sinalzinho azul, que indica se uma mensagem foi lida, não faz mais sentido impôr o rótulo “online”. Especialmente porque o “visto por último” já pode ser removido há muitos e muitos anos.

Este incremento também tende a oferecer mais privacidade aos usuários. Especialmente depois que o status online se tornou alvo de aplicativos para stalkers, para indicar quando e se a pessoa usou o mensageiro ou não. Não à toa, o “visto por último” tornou-se oculto por padrão para desconhecidos em 2021.

A má notícia é que, por ora, os usuários não poderão utilizar a nova configuração. A expectativa é de que a novidade seja apresentada a todos em breve.

Fonte: IG TECNOLOGIA

Comentários Facebook
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Geral

Rússia lança mísseis contra universidade em Mykolaiv

Publicados

em

Rússia lança mísseis contra universidade em Mykolaiv

 

As forças da Rússia lançaram na última madrugada dois mísseis contra a Universidade Nacional do Mar Negro, em Mykolaiv, no sul da Ucrânia.

Em seu canal no Telegram, o prefeito Oleksandr Sienkevych disse que apenas um segurança estava dentro do prédio no momento do ataque e não ficou ferido. Os destroços e a onda de choque gerados pelo bombardeio danificaram casas nos arredores.

“Há poucos dias, publiquei um vídeo e mostrei que não tem base militar ali”, acrescentou. O Kremlin não comentou o ataque.

Mykolaiv fica na costa do Mar Negro, entre as províncias de Odessa, uma das mais populosas da Ucrânia, e Kherson, que está sob controle da Rússia e é palco de uma contraofensiva de Kiev.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Continue lendo

Geral

Mato Grosso registra 7 mortes por covid durante o fim de semana

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) notificou até a tarde desta segunda-feira (15), 7 mortes pela covid-19 em Mato Grosso ao longo do final de semana. Com a atualização, já são 828.311 casos confirmados da doença no estado  e 15.198 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Do total de casos confirmados, 2.555 pacientes estão em isolamento domiciliar e 809. 953 recuperados. Há 49 internações em UTIs públicas e 36 em enfermarias públicas. A taxa de ocupação de UTIs está em 55, 06% para UTI adulto e 7% para enfermaria adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de covid-19 estão: Cuiabá (142.138), Várzea Grande (55.216), Rondonópolis (44.417), Sinop (38.645), Tangará da Serra (27.659), Lucas do Rio Verde (26.530), Primavera do Leste (25.323), Sorriso (24.806), Cáceres (20.398) e Alta Floresta (18.356).

Cenário nacional

No domingo (14), o Governo Federal confirmou o total de 34.170.286 casos da covid-19 no Brasil e 681.437 óbitos oriundos da doença. Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta segunda-feira.

Orientações

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Geral

Polícia Civil faz nova operação para prender envolvidos na morte de advogado em Cuiabá

Publicados

em

A Polícia Civil por meio da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) deflagrou na tarde desta segunda-feira (15) a segunda fase da “Operação Chapeiros”, que investiga um grupo acusado de assassinar o advogado trabalhista Antônio Padilha de Carvalho, em 4 de dezembro de 2019.

Ao todo foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão em Várzea Grande, Cuiabá, e Barão de Melgaço. Os alvos são quatro sindicalistas e a esposa de outro investigado preso. O crime teria sido motivado após uma ação postulada pelo advogado na Justiça do Trabalho para destituir o grupo da direção do Sindicato dos Trabalhadores Avulsos (Sintramm).

Na última terça-feira (9), foram presos os ex-dirigentes do sindicato Adinaor Farias e Joemir Ermenegildo, investigados como supostos mandantes do crime, e os ex-sidicalistas Alisson Tiago de Assis Silva e Rafael de Almeida Saraiva.

A segunda fase da operação também é coordenada pelo delegado Marcel Gomes de Oliveira e supervisão do titular da unidade, delegado Fausto Freiras.

Relembre o caso

O advogado Antônio Padilha de Carvalho tinha 60 anos, quando foi executada a tiros dentro do próprio carro,na manhã de 4 de dezembro de 2019 no cruzamento da rua Benedito de Camargo com a avenida Dante Martins de Oliveira, no Jardim Leblon. A mulher dele estava no carro e foi atingida por estilhaços.

Ele era tio do então prefeito de Santo Antônio do Leverger (34 km de Cuiabá), Valdir Pereira de Castro Filho (PSD). Na época, a Polícia Civil descartou, inicialmente, a tese de latrocínio.

Uma motocicleta com dois ocupantes emparelhou com o veículo e um dos suspeitos disparou cinco vezes, atingindo Carvalho na cabeça, pescoço e tórax. A polícia identificou a movimentação dos suspeitos, rondando o advogado, em bairros próximos onde ele morava

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

Polícia

GERAL

Mais Lidas da Semana