fbpx

Carros e Motos

Veja como será a reciclagem de baterias com aumento da frota de carros elétricos

Publicados

em

A frota mundial dos carros elétricos e híbridos soma hoje mais de 5 milhões de veículos e tem um crescimento exponencial.  A previsão é que até 2020 chegue a 13 milhões e, até o final da próxima década, a 140 milhões. Tudo muito bom. Mas, daí, surge a questão: como reciclar seus materiais, principalmente das baterias eletroquímicas, sem afetar o meio ambiente?

LEIA MAIS: Mustang terá motor híbrido de alto desempenho em 2020


Corolla híbrido
Divulgação

A Toyota pretende vender 5 milhões de híbridos anualmente até o final da próxima década. Entre eles, o Corolla híbrido

Parece que Nissan sai na frente com essa resposta ao anunciar uma fábrica mundial em grande escala para analisar, reutilizar e reciclar baterias usadas de seus carros elétricos
. Interessante que a fábrica será instalada na cidade de Namie, no leste do Japão, que foi devastada pelo tsunami de 2011. Quase sete anos depois, a primeira nova fábrica na cidade deve ser inaugurada, contribuindo para geração de emprego e a reconstrução da economia local, além da preservação do meio ambiente. 

Uma parceria da Nissan com a empresa Sumitomo vai fazer com que as baterias descartadas cheguem à fábrica de Namie. Juntas, criaram a empresa  especializada 4R Energy, que já desenvolveu um sistema para medir o desempenho da bateria como um todo e dos módulos individuais, permitindo avaliar quais componentes e subconjuntos podem ser reutilizados e quais devem ser reciclados.


Nissan Leaf
Divulgação

Os Leaf vendidos no mundo poderão ter suas baterias recicladas no Japão. Carros de 2011 logo serão descartados

Vale lembrar que o Japão tem regras de inspeção muito rigorosas para veículos mais antigos: a partir de cinco anos de uso, torna-se mais barato descartá-los do que mantê-los nas ruas. Isso significa dizer que os Leafs
, elétricos da Nissan lançados em 2011, começarão a ser desmontados em breve.

LEIA MAIS: Novas tecnologias substituem estações de recarga de carros elétricos

A Tesla, por sua vez, anunciou que  vai  reciclar todas as células e módulos das baterias de seus veículos elétricos. Além de combater a questão fundamental de evitar que as baterias possam acabar em aterros, a empresa quer evitar o desperdício de materiais valiosos, transformando em componentes e acessórios em novos produtos.


Tesla Model 3
Divulgação

O Tesla Model 3 é um carro elétrico para consumo em massa e suas baterias são 60% recicladas e 10% reutilizadas

Para isso, a Tesla
usa sua subsidiária Gigafactory, que vem adotando parceiras nos continentes, onde vende seus carros elétricos. “Queremos um loop fechado na Gigafactory, que reutiliza os mesmos materiais para diversas finalidades ”,  disse Elon Musk, CEO da Tesla.

Economia circular

Desde o início de sua comercialização em 1991, as baterias de íons de lítio têm feito um grande progresso com relação ao armazenamento de energia. Hoje estão menores, mais baratas e são usadas não apenas em automóveis elétricos e híbridos mas numa grande variedade de equipamentos, como celulares e notebooks.

LEIA MAIS: Veja 6 esportivos ultravelozes que são híbridos ou elétricos


Bateria de lítio
Divulgação

Os materiais utilizados nas baterias como dióxido de manganês, grafite, latão estanhado e aço podem ser reutilizados

É a lógica da economia circular, em que não basta criar: é preciso reduzir impacto, reutilizar, recuperar e reciclar. Sustentabilidade de verdade com carros elétricos
é isso. 

Comentários Facebook
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Carros e Motos

Honda é destaque no mercado automobilístico

Publicados

em

Há 48 anos a Honda dava início às suas operações no Brasil. Hoje a Honda é uma marca célebre, sua competência e beleza no universo automobilístico a colocaram num patamar destacado. Falar seu nome é sinônimo de qualidade e autonomia. Segurança, qualidade e versatilidade são atributos comuns aos seus produtos e valorizados por todos os clientes da marca.

Sempre preocupada com a segurança no trânsito, com a tecnologia de seus produtos e com o atendimento ao cliente, comprovou o sucesso da empresa, criando novos modelos, ampliando a carta de opções, estourando no mercado com um número exorbitante de vendas. Todos podem usufruir dos produtos, que facilitam o dia a dia das pessoas, com a mais alta qualidade, a um preço justo, atendendo às demandas da sociedade de forma sustentável, se esforçando para que os processos e produtos sejam cada vez mais amigáveis ao meio ambiente.

A Honda continua a trilhar os caminhos do sucesso no desempenho, prezando o meio ambiente, conforto e durabilidade do produto, mantendo o padrão de qualidade e sempre inovando em tecnologia.

Honda Auto Campo

A concessionária Honda Auto Campo, está estabelecida em Cuiabá, Várzea Grande e Rondonópolis. Trazendo confiabilidade e os melhores produtos para o Estado, oferecendo também todo o serviço de assistência técnica a seus clientes

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Fiat Doblò chega a R$ 97.020 e pode ficar mais cara que a Toro na linha 2020

Publicados

em


Fiat Doblò 2020
Divulgação

A Fiat Doblò 2020 mudou pouco em relação ao modelo que chegou ao mercado brasileiro em 2002

A FCA
contínua renovando alguns de seus modelos mais antigos. Do alto de seus 18 anos de vida, a minivan Fiat Doblò chega à linha 2020 sem a tão popular versão Adventure. Os preços, por outro lado, subiram consideravelmente, saltando para R$ 92.390. Dessa forma, o veículo utilitário encosta nos R$ 95.990 que a Fiat pede pela picape Toro
, em sua versão Endurance.

LEIA MAIS: Honda HR-V Touring: aceleramos a versão turbinada do SUV

A partir de agora, a Fiat Doblò
está disponível em versão única, Essence, de sete lugar. Há o pacote opcional “Pack Evolution”, de R$ 3.690, que acrescenta rádio Connect com função viva-voz Bluetooth e entrada USB, retrovisores externos elétricos, faróis de neblina, volante multifuncional em couro e sensor de estacionamento traseiro. Neste caso, o valor da minivan chega a R$ 97.020.

O motor continua sendo o conhecido 1.8 E.torQ flex de 132 cv de potência e 18,4 kgfm de torque. O câmbio é sempre manual, de cinco velocidades. Conforme o Inmetro, o modelo pode aferir 6,4 km/l na cidade e 6,7 km/l na estrada com etanol. Na gasolina, os números vão para 9,2 km/l e 9,8 km/l, respectivamente. Seu porta-malas garante 665 litros de capacidade, com carga útil de 490 kg.

LEIA MAIS: Jeep volta a disponibilizar Renegade na versão Night Eagle

Enquanto isso, na Europa


Fiat Doblò 2020
Divulgação

Na Europa, a Fiat Doblò foi completamente renovada. Modelo ostenta o bom motor do tipo Multijet

No Velho Continente, a Fiat Doblò se transformou ao longo dos anos. Ganhou uma nova geração, que tenta se distanciar dos veículos utilitários convencionais. Seu design não nega influências na Kia Soul, a primeira minivan com linhas modernas e descoladas.

LEIA MAIS: Peugeot 2008 com retoques chega às lojas a partir de R$ 69.990

Com seis airbags, a Fiat Doblò
europeia parte de 19 mil euros (R$ 87 mil, em uma conversão simples).Há também uma versão estendida, com 35 cm a mais de entre-eixos e motor Multijet com injeção direta.

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Chevrolet Onix vende mais que o dobro do Hyundai HB20

Publicados

em


Chevrolet Onix
Divulgação

Chevrolet Onix volta a ser o destaque em maio, se distanciando ainda mais dos principais rivais

O ranking geral da Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos) revela quais foram os veículos mais comercializados do mês de maio no mercado automotivo. O Chevrolet Onix volta a ser destaque, vendendo mais que o dobro do segundo colocado, Hyundai HB20
.

LEIA MAIS: Chevrolet Onix Sedan aparece do jeito que será vendido no Brasil

De acordo com o levantamento, o Chevrolet Onix 
vendeu 22.279 unidades durante maio, enquanto o modelo coreano emplacou 10.111 no mercado automotivo
. Um pouco abaixo, o Ford Ka aparece com 9.484 unidades vendidas, seguido por Renault Kwid (8.661) e VW Gol (8.317).

LEIA MAIS: JAC Motors terá cinco veículos elétricos no Brasil até meados de 2020

O Chevrolet Prisma surge na sexta colocação, com 7.509 modelos vendidos, enquanto o VW Polo fica em sétimo com 6.199. O Grupo FCA faz uma dobradinha com Jeep Renegade (5.714) e Fiat Argo (5.599). Apesar de sua nova geração já ter sido anunciada – incluindo um novo modelo híbrido – o Toyota Corolla não perde fôlego nas vendas. De acordo com a Fenabrave, foram 5.182 emplacamentos.

Confira o ranking dos modelos mais vendidos do Brasil no mercado automotivo
:

1 – Chevrolet Onix – 22.279 unidades
2 – Hyundai HB20 – 10.111 unidades
3 – Ford Ka – 9.484 unidades
4 – Renault Kwid – 8.661 unidades
5 – VW Gol – 8.317 unidades
6 – Chevrolet Prisma – 7.509 unidades
7 – VW Polo – 6.199 unidades
8 – Jeep Renegade – 5.714 unidades
9 – Fiat Argo – 5.599 unidades
10 – Toyota Corolla – 5.182 unidades

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

Polícia

GERAL

Mais Lidas da Semana