fbpx

TCE MT

Sistema de gestão de energia do TCE-MT passa por auditoria da ABNT

Publicados

em


Tony Ribeiro/TCE-MT

O Sistema de Gestão de Energia (SGE) do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) passou por auditoria da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) nos dias 12 e 13. Em reunião virtual, representantes da Secretaria de Planejamento, Integração e Coordenação e da Secretaria Executiva de Administração apresentaram uma série de documentos e arquivos que comprovam a adequação do órgão aos parâmetros do certificado ISO 50001.

De acordo com o titular de Planejamento, Integração e Coordenação, Augustinho Moro, a auditoria verifica se o Tribunal observou os apontamentos realizados na fiscalização anterior. “A entidade busca saber se os encaminhamentos foram dados e faz outras projeções sobre a certificação e novos investimentos. Atualmente, nosso sistema é autosuficiente, ou seja, temos que continuar fazendo com que a demanda ofertada e consumo estejam equilibradas.”

Neste contexto, o órgão precisa considerar pontos como o consumo atual e futuro, além de identificar os principais equipamentos e processos que consomem mais energia, criando indicadores para a redução. Há ainda normas sobre como agir para que eventuais inconformidades não voltem a acontecer, o que inclui a qualificação de pessoal, controle operacional, manutenção e aquisição de aparelhos.

É o que explica o auditor líder da ABNT, Ricardo Palaio. “Um órgão deste tamanho apresenta consumo considerável e isso impacta bastante no meio ambiente, uma vez que a geração de energia consome recursos naturais. Passamos agora por um período de seca e estamos prestes a entrar em uma crise hídrica, por isso a importância dessas medidas.”

A titular da Secretaria Executiva de Administração, Carla Oliveira, chamou a atenção para o fato de que o Tribunal é referência em gestão energética no país, uma vez que é uma das únicas instituições que mantém a certificação ISO 50001. Além disso, segundo ela, as equipes comprovaram a realização de um excelente trabalho, tendo alcançado grande parte das metas.

“Visamos agora a melhoria e implementação de novas ações frente às normas ABNT. Hoje, temos 100% das lâmpadas de led e uma pequena porcentagem de ares-condicionados que funcionam pelas normas antigas. Nossa intenção é inovar para aumentar a eficiência energética”, afirmou.

Sendo assim, há que se destacar a proposta de implantação de uma usina fotovoltaica no TCE-MT, que já lançou chamada pública convocando a participação de empresas interessadas em elaborar o projeto. Isso porque, o Tribunal participará do Projeto de Eficiência Energética (PEE) da Energisa, que destina recursos para órgãos públicos efetivarem ações deste tipo.

Para além disso, a gerente do SGE, Débora Finazzi, explica que outras medidas já estão sendo desenvolvidas. “Em paralelo, contratamos uma empresa para simular quanto custaria para o Tribunal fazer essa instalação da usina solar, com a cobertura de todos os prédios, ou apenas no estacionamento. O objetivo é saber se o investimento é viável e em quanto tempo daria  retorno”, concluiu.

ABNT NBR ISO 50001

ABNT NBR ISO 50001 é uma norma que especifica os requisitos necessários visando manter e melhorar um sistema de gerenciamento de energia em uma organização, cuja finalidade é permitir uma melhoria contínua da eficiência, segurança, uso e consumo da energia com uma abordagem sistemática. Essa norma visa permitir que as organizações melhorem continuamente a eficiência, os custos relacionados à energia e a emissão de gases de efeito estufa.

André Garcia Santana
Secretaria de Comunicação/TCE-MT
E-mail: [email protected]
Flickr: clique aqui

Fonte: TCE MT

Comentários Facebook
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TCE MT

Servidores do TCE-MT podem participar da elaboração do Plano Anual de Atividades 2022

Publicados

em


Divulgação TCE-MT

Os servidores do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) podem participar da elaboração do Plano Anual de Atividades (PAT) 2022. Utilizado no planejamento das fiscalizações em nível operacional, o instrumento é responsável pelo detalhamento das ações de controle externo a serem desenvolvidas pela instituição.

Temas e/ou objetos de fiscalização a serem considerados na elaboração da proposta do PAT 2022 devem ser enviadas aos líderes das Secretarias de Controle Externo (Secex) até o dia 13 de agosto, para avaliação. 
A iniciativa, inovadora, faz parte da política participativa desta gestão e oferece a possibilidade de participar do planejamento das ações de controle externo. 

Vale destacar que a participação é garantida pelo inciso I do parágrafo 3o do artigo 1o da Resolução Normativa 11/2020-TP-TCE- MT, que estabelece que é facultado aos auditores públicos externos, auxiliares de controle  externo e técnicos de controle público externo, apresentar suas sugestões.

Secretaria de Comunicação/TCE-MT
E-mail: [email protected]
Flickr: clique aqui

Fonte: TCE MT

Comentários Facebook
Continue lendo

TCE MT

Curso de Evidenciação e Responsabilização em Auditoria chega a nova etapa nesta quinta-feira

Publicados

em


Divulgação TCE-MT

Servidores dos gabinetes dos conselheiros, auditores substitutos de conselheiros em substituição e membros do Ministério Público de Contas (MPC), darão início, nesta quinta-feira (5), a mais uma etapa do curso de Evidenciação e Responsabilização em Auditoria, realizado pelo Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT). 

A capacitação se dá pela plataforma Blackboard (IBMEC), entre 14h as 17h. Vale destacar que outras etapas serão realizadas nos dias 10, 12, 17, e 19 de agosto, garantindo aos participantes certificado de 15 horas. As inscrições podem ser feitas via circular interna (CI). 

Ministrada pelo professor Diogo Cordeiro, a aula sobre Evidências de Auditoria vai tratar sobre os seguintes tópicos: físicas; testemunhais; documentais; analíticas; internas; externas; evidências quanto à: suficiência, fidedignidade, pertinência relevância e utilidade; deveres e responsabilidades do auditor e ética do auditor.

Procurador do Estado do Paraná, Cordeiro integra a equipe de assessores diretos da Procuradoria-Geral do Estado (PGE). É bacharel em Direito pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) e mestre em Direito do Estado pela Universidade Federal do Paraná (UFPN), com temporada de pesquisa na Universidade de Toronto, no Canadá.

Secretaria de Comunicação/TCE-MT
E-mail: [email protected]
Flickr: clique aqui

Fonte: TCE MT

Comentários Facebook
Continue lendo

TCE MT

TCE-MT oferece curso de Técnicas de Auditoria para servidores das Secex

Publicados

em


A fim de  atualizar e promover o aperfeiçoamento de seus auditores, o Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) realiza o curso Técnicas de Auditoria, nos dia 3, 5, 10 e 13 de agosto. Destinada aos servidores das Secretarias de Controle Externo (Secex), a capacitação acontece entre 15h30 e 17h, por meio da plataforma Zoom.

Ao longo do encontro, que garante certificado de participação de 12h, serão abordados cinco tópicos distribuídos entre: auditoria do setor público e seus objetivos; o processo de comunicação com o órgão auditado; o planejamento da auditori;o  processo de evidenciação e técnicas de auditoria. 

O palestrante, Fábio Mafra, é graduado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com MBA em Gestão Empresarial pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Centro de Formação do Banco do Brasil, com especialização em Orçamento Público pelo Cefor da Câmara dos Deputados e Instituto Serzedello Corrêa do TCU e com Mestrado em Gestão de Negócios pela UnB. 

Além disso, é certificado em auditoria governamental no Certified Government Auditing Professional (CGAP), modalidade internacional, pelo Institute of Internal Auditors (IIA) em 2017; e pelo Programa de Certificação das ISSAI para auditoria operacional por Intosai Development Initiative (IDI) da International Organization of Supreme Audit Institutions (Intosai) em 2015.

Secretaria de Comunicação/TCE-MT
E-mail: [email protected]
Flickr: clique aqui

Fonte: TCE MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

Polícia

GERAL

Mais Lidas da Semana