fbpx

Mato Grosso

SES integra oficina de prevenção à violência contra a mulher

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) participará da oficina intitulada “Uma Vida Sem Violência: Um Direito de Todas as Mulheres”, programada para esta quarta-feira (17.04), no Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). O evento é promovido pelo Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades (Ceert). 

Na oficina, o órgão estadual será representado pela servidora da Área Técnica de Saúde da População Negra, Nara Nascimento, que ministrará uma palestra sobre os impactos causados na saúde das mulheres que são vítimas de violência doméstica.

Além disso, serão apresentados os números que retratam o panorama da violência contra a mulher em Mato Grosso. De acordo com dados apurados pela servidora, no que se refere às notificações de violência, o Estado não foge ao padrão nacional – em que mulheres negras e pardas são as mais atingidas.

“Essa oficina tem como objetivo sensibilizar e alertar os trabalhadores de Saúde para a intervenção na prevenção dessa violência contra as mulheres, especialmente as mulheres negras, que são mais atingidas”, explicou Nara Nascimento.

Outra importante vertente que será discutida no evento são os desafios enfrentados pelos profissionais da saúde que atuam no atendimento às vítimas de violência doméstica e algumas medidas de prevenção à violência.

O evento é gratuito, terá início às 7h30 e encerramento às 12h30. As inscrições podem ser realizadas gratuitamente no portal do Ceert.  

Comentários Facebook
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mato Grosso

Jovens conservadores são as promessas política da baixada cuiabana

Publicados

em

Presentes em movimentos de rua, Guilherme Oliveira e Natalia Rodrigues geram grandes expectativas para 2024

Nos últimos anos o Brasil vem se tornando cada vez mais politizado, cidadãos atentos nos jornais televisivos e nas mídias digitais. Principalmente se tratando de avaliar o trabalho dos políticos eleitos, bem como analisar as possíveis projeções de novos nomes.

Na baixada não é diferente, principalmente no cenário político atual. Onde a população acompanhou a postura dos políticos frente a pandemia, recursos do governo federal destinados a Mato Grosso, impostos, STF, defesa, liberdade, entre outras verbas destinadas especialmente para a saúde e educação, área mais afetada e prejudicada ao longo dos anos e também muito citada em campanhas políticas..

Em 2022 muito se fala na ausência de um bom nome para governo do estado, bem como parlamentares federais e estaduais alinhados com os interesses do povo.

Mas o que chamou atenção foi que, por mais que o pleito de 2022 não envolva vereadores, dois nomes ganharam projeção e já estão sendo bastante citados nas redes sociais. Muitos apontam como a promessa conservadora da política na baixada cuiabana.

Guilherme Oliveira, de 21 anos, nascido em Cuiabá, Mato Grosso.

Um deles é Guilherme Oliveira, de 21 anos, nascido em Cuiabá, Mato Grosso. O jovem graduado em gestão pública vem de família de militares estaduais. Conservador, recebeu no aeroporto em 2017 o então deputado federal na época, Jair Bolsonaro, e de lá para cá o jovem faz frente em movimentos de rua. Seja em 2018 na campanha de Jair Bolsonaro para presidente, bem como em movimentos e atos de apoio a determinadas pautas, como a reforma da previdência e o 7 de setembro pela liberdade. Criou a comissão do concurso da PMMT e BMMT, faz parte do movimento Direita Mato Grosso, presente em eventos do agro, como o 16º Aprosoja, faz publicações defendendo a posse de arma para o cidadão de bem, conversa com as pessoas nas ruas e nas redes sobre políticas públicas para capital Cuiabá e da ênfase na pauta da liberdade. Seu avô fez parte do PDS, partido extinto que foi o primeiro em Mato Grosso a defender o conservadorismo e o liberalismo econômico. Hoje o jovem segue dando continuidade no legado da família, defendendo pautas que o avô defendeu e que hoje o Presidente Jair Bolsonaro defende.

Natalia Rodrigues, 25 anos, nascida em Várzea Grande, Mato Grosso. 

O outro nome é de Natalia Rodrigues, 25 anos, nascida em Várzea Grande, Mato Grosso. Conservadora, a jovem formada em arquitetura e urbanismo apoia o Presidente Jair Bolsonaro desde sua candidatura em 2018, movimentou um grupo de apoiadores do presidente para o ato do 07 de setembro do ano passado (2021) e idealizou um grupo de jovens de direita que debate sobre política, com intuito de influenciar os jovens a se envolver e mostrá-los a importância da necessidade de ter um posicionamento político. Ela defende a família, faz o enfrentamento contra a doutrinação ideológica e tem forte presença nos bastidores da política.

A dupla vem ganhando força na baixada, sendo cogitados a vereadores de suas respectivas cidades, muitos citam como uma promessa conservadora. A projeção de ambos vem gerando grandes expectativas. Para alguns já dão ar de esperança, para os mais pragmáticos, ainda querem observar mais as futuras posturas e posicionamentos dos jovens.

Em 2022 a política brasileira promete, mas para quem gosta de futuro, em 2024 promete ainda mais.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

PSD oficializa candidatos para a Câmara Federal e Assembleia Legislativa em Mato Grosso

Publicados

em

O Partido Social Democrático de Mato Grosso (PSD-MT) definiu suas chapas a deputado estadual e federal para as eleições deste ano. A homologação dos candidatos ocorreu na noite desta sexta-feira (5), durante convenção da sigla, em Cuiabá. Ao todo, o partido terá 28 candidatos, sendo 9 à Câmara dos Deputados e 20 à Assembleia Legislativa, assegurando a participação feminina na disputa eleitoral.

Além da homologação das chapas, os convencionais do PSD decidiram, por maioria, pela coligação do partido com o grupo composto pela Federação Brasil da Esperança (PV, PT e PC do B), além do Progressistas. O grupo conta com as candidaturas de Márcia Pinheiro (PV) ao governo e Neri Geller (PP) ao Senado. A exemplo do que ocorreu para a eleição presidencial, os candidatos e filiados terão a liberdade de apoiar qualquer candidato nas disputas majoritárias.

Presidente estadual do PSD, o senador Carlos Fávaro ressaltou o caráter democrático da decisão, que conseguiu contemplar os desejos de todos os filiados. “O PSD é feito destas pessoas, que todos os dias levam nossos ideais e conectam nossas decisões com os anseios da população. Na política é preciso ter lado, e o nosso lado sempre será o da população. Sairemos vitoriosos desta disputa”, afirmou.

Fávaro pontuou que, além disso, a resolução respeita a coerência da construção política iniciada ainda em 2020, depois da eleição suplementar para o Senado. “A convenção marca mais uma etapa na construção de um projeto que nós trabalhamos muito aqui em Mato Grosso, a candidatura do Neri Geller. Fizemos o Avança Mato Grosso, discutimos os avanços que defendemos para o estado e com esta proposta seguiremos com ele e com Márcia Pinheiro governadora, dando o direito de cada filiado ter sua liberdade para escolher o seu representante”, pontuou.

Para a chapa de candidatos a deputado federal, foram escolhidos a ex-reitora da Unemat, Ana Di Renzo; a ex-prefeita de Castanheira, Mabel Melanezi; a ex-vereadora por Poconé, Camila Silva; o advogado Irajá Lacerda; os ex-deputados estaduais Gilmar Fabris e Pedro Satélite; o ex-prefeito de Água Boa, Maurão; o vereador de Lucas do Rio Verde, Márcio Albieri; e o ex-vereador de Primavera do Leste, Paulo Márcio.

Já a chapa de candidatos a deputado estadual conta com os parlamentares Dr. Gimenez, Nininho e Wilson Santos. Além deles, o ex-vereador por Cuiabá, Toninho de Souza, o vereador da Capital, Pastor Jeferson; o ex-prefeito de Confresa, Gaspar; o vice-prefeito de Barra do Garças, Professor Sivirino; o vereador de Colíder, Rica Matos; além de Zize, Alex Rabelo, Josane Dias, Josielle Sampaio, Jucelma Oliveira, Marquinnhos, Jileine Ferreira, Stéfano do Carmo, Reck Junior, Professora Rosinha, Itami Siravegna e Viviane Ribeiro.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Ex-secretário é anunciado por Federação como vice de Márcia Pinheiro e ex-reitora da UFMT como 1ª suplente de Neri

Publicados

em

Finalizada as convenções partidárias, a Federação Brasil da Esperança (PT, PV e PCdo B) em Mato Grosso, vem a público informar que fechou coligação majoritária com PP, PSD e Solidariedade, Essa ampla coligação tem como candidata a governadora a primeira-dama de Cuiabá Márcia Pinheiro (PV) e vice-governador, o ex-secretário de Obras e de Serviços Urbanos de Cuiabá, Vanderlúcio Rodrigues (PP).

O candidato ao Senado é Neri Geller (PP), tendo como primeira suplente, a ex-reitora da UFMT, Maria Lúcia Neder (PCdoB) e segundo suplente, o ex-vice-prefeito de Juína, Luiz Brás (PT).

A Federação Brasil da Esperança também homologou chapa completa para a Câmara dos Deputados e 22 candidaturas à Assembleia Legislativa. “Conseguimos formar um arco de aliança forte com a vinda do PP, PSD e Solidariedade, para construir a vitória de Lula à presidência da República, de Márcia Pinheiro ao governo, Neri ao Senado e a eleição dos nossos deputados federais e estaduais. Vamos todos juntos reconstruir o Brasil e Mato Grosso”, afirmou o presidente da Federação, deputado estadual Valdir Barranco.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

Polícia

GERAL

Mais Lidas da Semana