conecte-se conosco



Hanseníase

Secretaria de Saúde promove capacitação sobre hanseníase para servidores

Publicado

Por Correspondente em Tangará da Serra.

A Secretaria Municipal de Saúde de Tangará da Serra, em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde (SES) promove durante toda essa semana uma capacitação voltada para os servidores sobre atendimento, diagnóstico e tratamento da hanseníase. O primeiro dia de capacitação aconteceu no Centro Cultural e reuniu todos os profissionais de Atenção Básica de Tangará e de Municípios vizinhos.

“Recebemos uma capacitação do Estado com contrapartida do Município para trazer um especialista do Município de Bauru e um especialista de Cuiabá, além da equipe da Regional para capacitar tanto nossos servidores quanto de municípios vizinhos. Nesta segunda reunimos todos os médicos, enfermeiros e todas as equipes de Atenção Básica, concentrados para bem atender a nossa população, diagnosticar de forma correta e realizar o serviço que for necessário”, explicou a Coordenadora da Atenção Básica de Tangará da Serra, Gicelly Zanatta.

Segundo ela, a programação ocorre durante toda a semana, de forma teórica e prática. “É uma importante capacitação dedicada a profissionais como médicos, enfermeiros e dentistas das Unidades de Saúde. E esse trabalho de capacitação será feito de forma a não prejudicar o atendimento à população nas Unidades”, salientou.

Na segunda a ação aconteceu no Centro Cultural, nesta terça será na Escola Isoldi Storck na parte da manhã para a equipe da Regional e na parte da tarde será a parte prática no Centro de Reabilitação, local que tem maior número de salas. “Onde conseguimos levar os pacientes que foram previamente agendados, de acordo com algumas características para facilitar o aprendizado dos nossos profissionais”, disse Gicelly.

 

DETECÇÃO – De acordo com Coordenadora da Atenção Básica, Gicelly Zanatta, essa capacitação é fundamental, pois qualifica o servidor para proceder com a detecção precoce da doença. “Não podemos deixar que a pessoa tenha uma incapacidade física para que assim sim seja compreendido que é hanseníase. Estamos acompanhando agora na capacitação muitos relatos de pacientes que ficaram 10 e até 15 anos sofrendo, passando de um médico para o outro com diversos tratamentos e quando realmente já estava com todas as lesões definitivas, incapacitado para trabalhar, foi descoberto que tinha hanseníase”, pontuou, destacando que os profissionais de Tangará da Serra já realizam um diagnóstico bastante precoce, mas que com a capacitação será possível melhorar ainda mais essa atuação.

Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
Foto e arquivos de imagem
 
 
 
Arquivos de Áudio e Vídeo
 
 
 
Outros tipos de arquivos
 
 
 
  Se inscrever  
Notificação de

Política MT

Polícia

Mato Grosso

Política Nacional

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana