conecte-se conosco



Secretaria de Cuiabá registra BO e pede cassação de deputado estadual na AL

Publicado

INVASÃO DO PRONTO-SOCORRO

Câmara de Cuiabá

A prefeitura de Cuiabá enviou ofício à Assembleia Legislativa (ALMT) solicitando que o deputado estadual Ulysses Moraes (DC) seja processado por uma comissão de ética do Poder Legislativo.

O deputado nega que tenha invadido, mas que teria ido à unidade de saúde para fiscalizar, veja nota ao final da reportagem.

Moraes teria “invadido” o Hospital e Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá no último dia 14 de maio para “fiscalizar” o trabalho dos profissionais de saúde.

O ofício estava na pauta de discussão da ALMT, nesta quarta-feira (27), e foi lido na sessão matutina.

O requerimento foi analisado pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Casa, que emitiu parecer pelo arquivamento do processo que poderia gerar até na cassação do deputado Ulysses Moraes (PSL).

Em nota, o deputado Ulysses Moraes se defendeu.

Tomei conhecimento nesta quarta-feira (27), da existência de um boletim de ocorrência feito pela Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, onde presta declarações sabidamente falsas acerca do meu exercício de fiscalização feito junto ao antigo Pronto Socorro de Cuiabá.

Primeiramente chama a atenção o fato da Prefeitura Municipal de Cuiabá querer sempre calar os que exercem seu ofício fiscalizatório.

Isso só demonstra a falta de respeito com o cidadão cuiabano, bem como com os profissionais de saúde que trabalham no antigo Pronto Socorro de Cuiabá em condições precárias.

Para deixar claro, exerci meu direito de fiscalização, amparado pela Constituição do Estado de Mato Grosso, a qual jurei ser guardião, bem como pela Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa que me autorizou essa tarefa, e por fim, respaldado por um Parecer Técnico da Procuradoria Geral do Poder Legislativo Estadual que me confere esta prerrogativa, sempre dentro dos limites da lei e da ordem.

Essa visita técnica foi feita em conjunto com um representante do Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso, resguardados todos os cuidados frente ao COVID-19, tais como a colocação de EPI’s (máscaras, capacete e álcool em gel), e denúncias de sucateamento de setores do PSMC, e do atraso do pagamento dos profissionais da saúde.

O mesmo trabalho foi realizado nos municípios de Sinop, Primavera do Leste e Rondonópolis, neste último, inclusive, contando com a presença de outros parlamentares.

Estranho que somente a Prefeitura de Cuiabá se ofende com a fiscalização, altera a verdade e tenta coagir o trabalho parlamentar.

Atos como esse não vão me intimidar, muito pelo contrário, me fortalece a fazer mais pelo cidadão de bem, mostrando a realidade no serviço público. Nos locais em que tiver dinheiro do Estado de Mato Grosso, eu estarei lá fiscalizando.

Para finalizar, concluo que o relatório da minha visita ao Pronto Socorro já foi enviado ao Ministério Público do Estado de Mato Grosso, ao Ministério Público do Trabalho e ao Tribunal de Contas.

Com informações do Folhamax.

0 0 vote
Article Rating
Clique para comentar
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Política

Polícia

GERAL

Mais Lidas da Semana





0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x