fbpx

Geral

Público acima de 60 anos pode tomar quarta dose de vacina a partir desta sexta

Publicados

em

A partir desta sexta-feira (20), pessoas acima de 60 anos poderão receber a quarta dose da vacina contra o coronavírus em Cuiabá. A redução da faixa etária para a quarta dose foi definida após a liberação do Ministério da Saúde.

 

“Recebemos ontem o anúncio do Ministério de que já poderíamos liberar a quarta dose para o público a partir de 60 anos. Estipulamos o começo desta vacinação a partir de amanhã, para dar tempo de avisarmos todas as unidades básicas de saúde que fazem a aplicação da vacina sobre esta mudança”, explicou Valéria de Oliveira, coordenadora da Vigilância Epidemiológica.

 

Para tomar a quarta dose, a pessoa deve respeitar intervalo mínimo de 4 meses após a terceira dose (dose de reforço). Aqueles que já estiverem no prazo para tomar a quarta dose e forem do grupo contemplado, devem buscar a imunização em qualquer unidade Básica que aplique a vacina para adultos ou na UNIC Beira Rio, munidos do cartão de imunização e de um documento pessoal.

 

“Hoje estamos em uma situação muito melhor em relação à pandemia por causa da vacinação. Os números de internações por complicações da Covid despencaram e a contaminação está baixa. A vacina é o mecanismo primordial para enfrentar o vírus, por isso é importante que todos completem seu esquema vacinal”, enfatizou Valéria.

 

 

Veja onde os adultos podem se vacinar 

 

REGIONAL NORTE

Centro de Saúde CPA III – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

Clínica da Família – 8h às 20h (segunda a sexta)

UBS 1º de Março / João Bosco Pinheiro – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Jardim União / Jardim Florianópolis – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Ilza Terezinha Picolli  – 8h às 20h (segunda a sexta)

UBS Três Barras / Umuarama – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

Centro de Saúde Paiaguás – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Novo Paraíso I – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

 

REGIONAL SUL

UBS Tijucal – 8h às 20h (segunda a sexta)

UBS Jardim Industriário I e II – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Jockey Club – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Parque Ohara – 8h às 20h (segunda a sexta)

UBS Pedra 90 V e VI – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Santa Terezinha I e II – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS São João Del Rei / Novo Millenium – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Coxipó I e II – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Parque Atalaia I e II – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Jardim Fortaleza / Santa Laura – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

 

REGIONAL LESTE

CS Campo Velho – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

CS Dom Aquino – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

CS Jardim Imperial I – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Areão – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Altos da Serra I e II – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Baú / Lixeira – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Dr. Fábio I e II – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Jardim Leblon – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Novo Mato Grosso – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Novo Horizonte – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Planalto – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Pico do Amor – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Praeiro – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Pedregal I e II – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Renascer – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Terra Nova / Canjica – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

 

REGIONAL OESTE

UBS Despraiado I e II – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Novo Colorado I e II – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Novo Terceiro – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Santa Amália / Jardim Araçá – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

CS Jardim Independência – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Cidade Alta – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Cidade Verde – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Sucuri – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Ribeirão do Lipa – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

 

REGIONAL RURAL

UBS Aguaçu – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

 

UBS Rio dos Peixes – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

 

POLO CENTRAL

Unic Beira Rio – 8h às 16h30 (segunda a sábado)

 

 

Comentários Facebook
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Geral

Conferência que vai debater sobre o modal de Transporte Público (VLT x BRT) reunirá 17 associações e entidades em Cuiabá

Publicados

em

A Conferência Municipal Sobre o Modal de Transporte Público (VLT X BRT) será realizada no próximo dia 7 de julho, das 8h às 18h, na sede da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM). Formatado pela Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), o evento contará com envolvimento de 17 entidades, associações e órgãos representativos, e objetiva a exposição sobre a eficiência do sistema que irá atender aos usuários nas cidades de Cuiabá e Várzea Grande.

A iniciativa reunirá a Prefeitura de Cuiabá, o Governo de Mato Grosso, Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Prefeitura Municipal de Várzea Grande, Câmaras Municipais de Cuiabá e Várzea Grande, Federação do Comércio de Bens e Serviços, Associação Latino Americana de Ferrovias, Associação Brasileira de Indústria Ferroviária (Abifer), Universidade Federal de Mato Grosso, Conselho Regional de Arquitetura, além da sociedade civil organizada, entre outros convidados.

Ao longo do dia serão mais de oito horas de discussões, em sistema híbrido. A abertura será realizada às 8h30, pelo prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro. A Conferência irá possibilitar análises políticas e técnicas quanto à empregabilidade do modal de transporte. Ao longo do dia serão realizadas 16 palestras (com tempo de 20 minutos de exposição).

“De forma inédita, a Prefeitura de Cuiabá organizou um evento dessa magnitude para provocar uma discussão que deveria ter sido promovida ao longo dos anos. Jamais poderia permanecer alheio a toda a carga polêmica que o assunto representa. Sempre fui um defensor dos direitos da população, dos usuários do sistema das duas maiores cidades do estado. Defendo o amplo debate e por isso convidamos a instituições sérias para um diálogo franco”, defendeu o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro.

Inscrições:

Interessados em participar poderão inscrever-se a partir das 8h, no local do evento.
Veja abaixo a programação da Conferência Municipal Sobre o Modal de Transporte (VLTxBRT)
Data: 07/07/2022
Horário: Período Matutino: 8h às 12h
Período Vespertino: 14h às 18h
O evento será dividido em duas partes: política e técnica
Inscrição: 8h

8h30 – Início – composição da mesa de autoridades – breve relato sobre a situação do VLT e do BRT – o que se propõe a conferência.

 

1 – Poder Executivo de Cuiabá, representante Prefeito Emanuel Pinheiro.

 

9h – 9h20

2 – Poder Executivo de Várzea Grande, representante Prefeito Kalil Baracat;

 

9h20 – 9h40

3 – Câmara Municipal de Cuiabá, representante Presidente Juca do Guaraná;

 

9h40 – 10h

4- Câmara Municipal de Várzea Grande, representante Presidente Fábio José Tardin;

 

10h – 10h20

Coffebreak – 10h20 – 10h40

5 – Governo do Estado de Mato Grosso, representante Mauro Mendes;

10h40 – 11h

 

6- Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso, representante dep. Eduardo Botelho;

 

11h – 11h20

7- Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de MT (CREA); André Schuring

11h20 – 11h40

8- Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso – Fecomércio; representante José Wenceslau de Souza Júnior;

11h40 – 12h

9- Federação Mato-grossense das Associações de Moradores de Bairros (Femab), representante Walter Arruda;

12h – 12h20

Período Vespertino

14h – Retomada – Painéis técnicos /

 

Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), representante Neurilan Fraga;

14h10 – 14h30 – Boas-vindas

Ex-secretário da Secretária Nacional de Mobilidade e Serviços Urbanos (SEMOB) / secretário geral da Associação Latino-Americana de Ferrovias (ALAF), representante Jean Pejo;

14h30 – 15h

 

Diretor de Implantação e Planejamento – VLT Rio de Janeiro, representante José Picolli Neto;

15h – 15h30

Secretário Municipal de Mobilidade Urbana – SEMOB/MT, representante Juares Samaniego;

15h30 – 16h

Coffebreak – 16h – 16h20

 

Presidente da Associação Brasileira da Indústria Ferroviária (Abifer), representante Vicente Abate;

16h20 – 16h50

 

Secretário adjunto de Gestão e Planejamento Metropolitano da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística de Mato Grosso- Sinfra, Rafael Detoni;

16h50 – 17h20

Vice-presidente do Sindicato Interestadual da Indústria de Materiais e Equipamentos Ferroviários e Rodoviários (Simefre) – representante Mássimo Giavina – Vídeo Conferencia;

17h20 – 17h40

17h40 – Abrir para perguntas

18h – Encerramento

Convidados:

 

CREA- Conselho Regional de Engenharia e Agronomia; representante Juarez Samaniego;

CAU- Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Mato Grosso, representante André Nor;

UFMT- Universidade Federal de Mato Grosso; representante Professor Evandro Aparecido Soares da Silva;

 

IFMT, Instituto Federal de Mato Grosso, representante Diretor Júlio César Santos;

FIEMT – Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso, representante – Gustavo Pinto Coelho de Oliveira;

SINDUSCON – Sindicato das Indústrias da Construção do Estado de Mato Grosso

CDL – Câmara de Dirigentes Logistas, representante Nelson Soares

FECOMÉRCIO- Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso; representante José Wenceslau de Souza Júnior;

UCAMB, – União das Associações de Moradores dos Bairros de Cuiabá (Ucamb) representante Édio Martins

FEMAB, Federação Mato-grossense de Associações de Moradores de Bairros, representante Walter Arruda;

OAB – Ordem dos Advogados do Brasil, representante Gisela Cardoso;

UNIVAG – Universidade de Várzea Grande, representante Professor Doutor Drauzio Antônio Medeiros;

UNIC – Universidade de Cuiabá, representante Maria Angélica Motta da Silva Ester;

MPE – Ministério Público Estadual, representante Procurador Geral de Justiça José Antônio Borges Pereira;

MPF – Ministério Público Federal, representante Antônio Augusto Brandão de Aras

CRECI – MT, Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Mato Grosso (CRECI/MT) professor Benedito Odário

ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E EMPRESARIAL DE CUIABÁ – ACC, representante Jonas Alves
COMENTE ABAIXOMANCHETEPUBLICIDADE

Comentários Facebook
Continue lendo

Geral

WhatsApp ocultará o ‘online’ para você ler mensagens sem ninguém saber

Publicados

em

O WhatsApp já deixa desativar o “visto por último” há bastante tempo. Mesmo assim, o mensageiro sempre indica quando o usuário utiliza o aplicativo, com o status “online” dentro das conversas. Felizmente, os responsáveis pelo app de mensagens estão preparando uma opção para esconder o indicador, segundo o WABetaInfo.

Os detalhes deram as caras na versão experimental da plataforma. A alteração aparece nas configurações do app de mensagens, na seção privacidade. Ao acessar a futura página “Visto por último e online”, será possível definir quem tem acesso ao aviso, que diz se o usuário está com o aplicativo aberto ou não.

A definição vai oferecer duas alternativas aos usuários. A primeira serve para exibir o aviso a qualquer pessoa. A segunda segue as definições do “visto por último”, que permite ocultá-la para todos ou limitá-las somente aos seus contatos.

“Se você não compartilhar seu último visto e online, não poderá ver o último visto de outras pessoas e online”, diz a descrição da configuração.

WhatsApp enfim vai deixar ocultar o status online

A nova definição é basicamente um dos recursos mais desejados pela comunidade. Desde que o WhatsApp permitiu ocultar o sinalzinho azul, que indica se uma mensagem foi lida, não faz mais sentido impôr o rótulo “online”. Especialmente porque o “visto por último” já pode ser removido há muitos e muitos anos.

Este incremento também tende a oferecer mais privacidade aos usuários. Especialmente depois que o status online se tornou alvo de aplicativos para stalkers, para indicar quando e se a pessoa usou o mensageiro ou não. Não à toa, o “visto por último” tornou-se oculto por padrão para desconhecidos em 2021.

A má notícia é que, por ora, os usuários não poderão utilizar a nova configuração. A expectativa é de que a novidade seja apresentada a todos em breve.

Fonte: IG TECNOLOGIA

Comentários Facebook
Continue lendo

Geral

Motorista de ônibus não poderá acumular função de cobrador

Publicados

em

Entendimento dos magistrados é que o acúmulo de funções coloca vidas em risco

 

O Órgão Especial do Tribunal de Justiça de Mato Grosso considerou constitucional a lei municipal de Cuiabá que proíbe motoristas de ônibus exercerem de forma cumulativa a função de cobrador.

 

O entendimento é que o acúmulo de funções “coloca em risco a vida e a integridade física deles próprios, dos usuários do transporte e dos que utilizam as vias públicas, contrariando todas as regras de segurança no trânsito”.

 

Ao julgar uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), proposta pela Federação das Empresas de Transporte, o Judiciário considerou a lei do Município de Cuiabá Constitucional.

 

A Federação das Empresas apresentou recurso de embargos de declaração que foi julgado na sessão do dia 19 de maio.

 

O voto da relatora, desembargadora Maria Erotides Kneip, foi acolhido por unanimidade, reconhecendo a constitucionalidade da lei municipal que proíbe motoristas de ônibus exercerem de forma cumulativa a função de cobrador.

 

“O voto condutor foi claro ao afastar as alegações de vício de competência, bem como de inobservância ao princípio da eficiência, destacando, respectivamente, que se trata de organização do serviço público de transporte coletivo, com preponderância de interesse local envolvido, bem como que a alegação de quebra do equilíbrio econômico financeiro não se enquadra na necessária abstratividade que se espera da Ação Declaratória de Inconstitucionalidade”, afirma a relatora.

 

Votaram com a relatora as desembargadoras Clarice Claudino da Silva, Maria Aparecida Ribeiro, Maria Helena Gargaglione Povoas e Nilza Maria Possas de Carvalho, e os desembargadores, Carlos Alberto Alves da Rocha, José Zuquim Nogueira, Juvenal Pereira da Silva, Marcos Machado, Orlando de Almeida Perri, Paulo da Cunha, Rubens de Oliveira Santos Filho, Rui Ramos Ribeiro e Sebastiao de Moraes Filho.

 

 

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

Polícia

GERAL

Mais Lidas da Semana