fbpx

Várzea Grande

Promoção da Igualdade Racial nas Políticas Públicas de Saúde em Várzea Grande

Publicados

em

A secretaria municipal de Saúde de Várzea Grande promoveu, nesta quinta-feira, 11, a 1º Oficina Municipal sobre a Saúde da População Negra. O evento foi realizado Centro Universitário de Várzea Grande (UNIVAG. A oficina está sendo coordenada pela Superintendência de Assuntos Estratégicos da Saúde e pelo Conselho Municipal de Igualdade Racial de Várzea Grande e tem a finalidade de pactuar ações de saúde para implantação da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra (PNSIPN).

A frente dos assuntos estratégicos da rede, Geovane Renfro explica que a população negra representa 54% dos brasileiros e detém indicadores que demonstram situações de vulnerabilidade no que diz respeito às doenças crônicas e infecciosas. As atividades fazem parte das ações necessárias para implantação e o desenvolvimento, da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra do Ministério da Saúde (MS), na esfera da gestão do município de Várzea Grande e das políticas públicas definidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

“Essa é apenas a 1º oficina e o primeiro passo, de oito que serão realizadas,cujo objetivo é o de recuperar e promover à saúde pública a esse grupo considerando as desigualdades que acometem esta população e o reconhecimento de que as suas condições de vida sociais, culturais e econômicas refletem nas políticas publicas ou falta delas”, explica.

A presidente do Conselho, Tacília Soares da Costa, explicou a importância em se discutir questões que tratam do tema Igualdade Racial, principalmente se tratando de saúde pública. 

“O município de Várzea Grande antes mesmo da criação do Conselho Municipal de Igualdade Racial já vinha trabalhando o tema que agora vamos colocar em prática. Começamos hoje a fazer história para essa população, porque ainda é uma questão muito discutida, mas muito deixado de lado na hora de colocar em prática. O que queremos agora é ampliar as discussões por meio de capacitação dos servidores da saúde, refletindo assim numa qualidade de vida e de saúde para essa população”, garante a presidente.

Nesta primeira reunião vários servidores da rede estão sendo capacitados para abordar o tema, e educação permanente esclarecerá aos servidores sobre as propostas da Política de Saúde Integral da População Negra (PSIPN).  Em seguida promoverá os cuidados integrais da saúde da população negra em todas as unidades da rede, de acordo com a capacidade técnica, estrutural e de insumos da Saúde. 

A 3º fase deve intensificar as ações de triagem neonatal biológica (teste de pezinho) para que o exame aconteça entre o 3º e 5º dia de vida do bebê. A 4º etapa irá monitorar os casos de diagnósticos tardios (de doenças falciformes) visando garantir o acesso ao tratamento especializado na rede de referência.

A 5º fase deverá estabelecer a contra referência para os casos encaminhados ao Hospital Júlio Muller ou ao MT Hemocentro. Na 6º fase ocorrerá a implementação das ações de atenção à saúde dos adolescentes de acordo com as diretrizes da PSIPN. A penúltima fase promoverá os cuidados específicos para  gestantes com doenças falciformes durante o pré-natal (ex: realização do exame eletroforese de hemoglobina conforme protocolo clínico), parto e puerpério. E para finalizar, as ações realizadas serão acompanhadas pelas equipes da unidade prisional do capão, voltadas às especificidades do homem negro.  

Por: Letícia Kathúcia – Secom/VG

Comentários Facebook
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Várzea Grande

Várzea Grande libera vacina para idosos a partir de 81 anos

Profissionais de saúde que ainda não receberam a primeira dose devem se cadastrar para a imunização.

Publicados

em

Da Redação

A prefeitura de Várzea Grande está cadastrando idos a partir de 81 anos para recebimento da primeira dose da vacina contra o covid-19. O município recebeu do Governo do Estado, na última terça-feira (9), 1.800 doses do imunizante e segue as diretrizes do Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde.

Profissionais de saúde, empregados ou autônomos, que ainda não receberam a primeira dose devem se cadastrar para a imunização. Os que já foram vacinados receberão a segunda dose até o próximo domingo (14).

Para receber as vacinas, as pessoas deve se cadastrar no site oficial da vacinação em Várzea Grande, clicando aqui.

Comentários Facebook
Continue lendo

Várzea Grande

Metropolitano abre mais 10 leitos para pacientes com covid-19

Segundo a Secretária de Saúde, esta semana foram inaugurados 30 leitos de UTIs no Estado.

Publicados

em

Da Redação

O Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, abriu, nesta quarta-feira (10), 10 novos leitos de UTI para atender pacientes com covid-19. A unidade hospitalar é referência estadual no tratamento da doença. Com a ampliação, o hospital passa a contar com 80 leitos de UTI e 178 de enfermaria.

“Esta semana disponibilizamos 10 novos leitos de UTI no Hospital Estadual Santa Casa e outros 10 no São Lucas, em Primavera do Leste. Hoje, entregamos mais 10 leitos no Hospital Metropolitano. São 30 novos leitos de UTI para pacientes do SUS”, declarou o secretário estadual de saúde Gilberto Figueiredo.

A Secretaria estuda a ampliação de leitos em Cáceres, Rondonópolis, Sinop, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum e Alta Floresta.

“Essas ampliações são necessárias para que possamos ficar numa situação menos desconfortável e ter leitos de UTI suficientes para caso haja o agravamento da pandemia”, disse Figueiredo.

Na última terça-feira (09.02), Mato Grosso registrou 73,6% de ocupação das UTIs públicas referenciadas para o tratamento da Covid-19. Pelo Sistema Único de Saúde (SUS), restam 108 leitos de Terapia Intensiva disponíveis em todo o Estado; as vagas são exclusivas para o atendimento de pacientes com novo coronavírus.

Comentários Facebook
Continue lendo

Várzea Grande

Surto de Covid fecha Câmara de Várzea Grande

Três servidores testaram positivo para a doença.

Publicados

em

Da Redação

A Câmara Municipal de Várzea Grande suspende as atividades administrativas e parlamentares na Casa de Leis, devido  três servidores testarem positivos para a Covid 19. A publicação da medida será feita nesta quarta-feira (10) no Jornal Oficial dos Municípios (AMM).

“Suspender as atividades presenciais, incluindo o atendimento ao público por sete dias, devendo as atividades serem realizadas em home office e tele-bralho”, é destacado na publicação.

O presidente da Casa de Leis,  o vereador Fábio José Tardin – Fabinho (DEM), relata que a medida é para proteger a saúde dos demais servidores e munícipes

“Infelizmente tivemos estes casos dentro da Câmara, porém, quero pedir para que os demais trabalhadores se cuidem, higenize as mãos, evitem aglomerações e usem máscaras. Todas as medidas preventivas foram tomadas, inclusive com desinfecção de ambiente,  mas o servidor pode se contaminar fora do Legislativo.  Por isto, estamos suspendendo os trabalhos para evitar de termos uma propagação interna”, destaca o vereador.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

Polícia

GERAL

Mais Lidas da Semana