Prioridade do governador foi ‘consertar’ contas do Estado

Publicado

Mato Grosso

O governador Mauro Mendes (DEM) terminou o seu primeiro ano de mandato comemorando o fato de pagar salários dos servidores, aposentados e pensionistas em uma única parcela no dia 10 de dezembro, e o 13º no último dia 20, diferentemente de outros estados.

 

A ênfase da gestão, no que se refere ao cumprimento das suas propostas, têm ocorrido na parte econômica, como a simplificação da legislação tributária e ambiental e a eficiência do gasto e da receita pública, buscando equilíbrio e o saneamento do deficit existente.

 

Mendes também aprovou recentemente uma nova legislação de incentivos fiscais e fortaleceu a fiscalização contra sonegadores. O próprio governador reconhece que a sua equipe de governo gastou muita energia para consertar o Estado. As propostas de campanha foram apresentadas em 2018 e registradas na Justiça Eleitoral para serem realizadas nos 4 anos de mandato.

 

Das principais propostas nas áreas de Saúde, Educação, Segurança, Infraestrutura e economia, o governo Mendes conseguiu cumprir integralmente ou em partes, as questões ligadas a custeio dessas áreas.

 

Na Saúde, por exemplo, Mauro Mendes anunciou no final do ano a construção do hospital universitário Júlio Muller, paralisado desde 2013, assim como concluir as obras do novo Hospital Municipal de Cuiabá em parceria com a Capital, além de priorizar o repasse aos municípios na área. No entanto, não conseguiu ainda criar um consórcio estadual de saúde para compra, armazenamento e distribuição de remédios e insumos hospitalares, em conjunto com os 141 municípios.

 

Na educação, o governo do Estado o desafio é lançar um concurso público para preenchimento de vagas e o cumprir o que está disposto na Lei Orgânica dos Profissionais da Educação, como o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA).

 

Na segurança pública, a meta é modernizar o Instituto Médico Legal e descentralização dos serviços, assim como a criação de um disque denúncia exclusivo para o combate ao tráfico de drogas.

 

Ainda vamos gastar mais energia para consertar coisas que estão fora do rumo. Nós temos centenas de obras para serem reiniciadas, retomadas, disse o governador.

 

Porém, Mendes também acredita que terá tempo nos próximos 3 anos, para realizar e cumprir as suas propostas de campanha.

 

Ele cita a autorização para que a secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) contratasse projetos básicos para a construção de 230 pontes de concreto.

 

Nós já começamos um planejamento de coisas novas para o futuro. Será possível executar isso tudo no nosso mandato? Não importa, o que importa é cuidar do passado do presente e do futuro. Passado são essas coisas que estão desorganizadas, bagunçadas, o presente é o que nós estamos fazendo e o futuro é planejar. Quando fazemos projeto básico para 230 pontes, nós deixamos prontos para quando tiver os recursos, em algum momento, fazer licitação e colocar essas obras na rua. Então nós vamos sim cuidar do presente e futuro e vai dar pra fazer muita coisa nesses 3 anos, analisou Mendes.

 

Análise

Para o analista político, João Edisom, o governo Mauro Mendes teve um excelente início de gestão, por conta dos problemas que assumiu da gestão anterior.

 

Para ele, Mendes conseguiu equilibrar os gastos públicos e ao mesmo tempo, abriu margem para iniciar lançamento de obras e entregá-las de maneira célere. Financeiramente ele consertou o caixa. É claro que ainda é cedo, mas já se tem espaço para entregas de obras e lançamento, disse o professor.

 

Edisom lembra que Mauro Mendes conta com uma base política coesa dentro da Assembleia e que isso facilita sua atuação política para aglutinar forças políticas em 2020.

 

João Edisom também aponta que 2019 foi a confirmação de que o governador é um bom gestor.

 

Ele mostrou que tem capacidade de gestão e que todos esperavam isso dele. Foi assim na prefeitura. Ele entrou na política

 

com esse discurso de ser um empresário de sucesso e que isso daria capacidade para ser um bom gestor. E está provando que é, finalizou.

 

Para o presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga (PL), o primeiro ano do governo do Estado terminou de forma positiva, por conta da regularização dos repasses às prefeituras.

Otmar de Oliveira

neurilan fraga 900

 Presidente da AMM, Neurilan Fraga

 

Porém, o representante dos prefeitos de Mato Grosso, acredita que o governador deve avançar em questões pontuais aos municípios. Neurilan também acredita que Mendes já terá condições em 2020, de quitar os repasses atrasados da Saúde que estão em mais de R$ 100 milhões.

 

Porém, a AMM cobra de Mauro Mendes a criação de um programa de desenvolvimento regional com políticas sociais voltada para a população.

 

A questão econômica é muito importante. Mas é preciso também o programa de desenvolvimento do Estado, principalmente em regiões onde os municípios estão esquecidos. É preciso acabar com essa desigualdade entre cidades, onde uma se desenvolveu mais e outra encontra em dificuldade. E isso só se conserta com políticas públicas e justiça social, disse.

 

Já para o líder da oposição na Assembleia, deputado Lúdio Cabral (PT), o governo Mauro Mendes escolheu governar para os mais ricos.

JLSiqueira/AL-MT

Deputado estadual Lúdio Cabral

Nós tivemos em janeiro o governo começando com o discurso de crise, sem que houvesse crise, afirmou. O petista também aponta que todas as propostas do governo atende apenas os setores econômicos do Estado. Lúdio acredita que Mendes penalizou os servidores públicos ao longo desse primeiro ano de mandato.

 

Não tem sentido de todo ano de 2019, um governo assumir com 400 escolas deterioradas e ao longo de 2019 não conseguir implementar reformas nessas escolas e alocar recursos pra fazer esses investimentos. E no final do ano propõe uma ação direta de inconstitucionalidade para retirar recursos da Educação. Ao mesmo tempo entra no STF pra não deixar a caixa preta dos incentivos fiscais ser aberta pra gente entender quem foi privilegiado ao longo de 20 anos, reclamou.

 

Já o líder do governo no Legislativo, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM) comemorou o primeiro ano de gestão e destacou a parceria da Assembleia em 2019.

 

ALMT/JL Siqueira

Dilmar Dal Bosco

Eu acho que a Assembleia foi importantíssimo para o governo do Estado aprovamos e votados projetos bons para o governo do Estado. E terminamos o ano com boas perspectivas para 2020, disse.

 

Gazeta Digital

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Emanuel Pinheiro, do MDB, é reeleito prefeito de Cuiabá

Publicado

Emanuel Pinheiro foi reeleito prefeito em Cuiabá, neste domingo (15), pelos próximos quatro anos. O candidato teve 134.779 votos votos, o equivalente a 51,17% dos votos válidos.

A eleição foi confirmada por volta de 18h, com 99,10% das urnas apuradas, quando o candidato foi declarado matematicamente eleito.

Já o outro candidato, Abilio, do Podemos, obteve 48,83% dos votos.

No primeiro turno, Emanuel teve 82.367 votos, o correspondente a 30,64% dos votos válidos, e Abilio, 90.631 votos (33,72%), segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Eleito em 2016 para o cargo de prefeito da capital, Emanuel tem 55 anos e é bacharel em direito e deu aula de direito constitucional em uma universidade da capital.

Ele entrou na política aos 23 anos quando foi eleito vereador por Cuiabá.

Em 1994, foi eleito deputado estadual e, em 1998, foi reeleito para cargo. Em 2005, foi secretário municipal de Trânsito e Transportes Urbanos de Cuiabá. Em 2010 e 2014 foi eleito para o cargo de deputado estadual.

Essa é a terceira vez que ele participou da disputa e a 2ª em que sai vitorioso.

No plano de governo, Emanuel promete a inclusão social nas áreas da educação, saúde, assistência social, esporte e lazer, segurança e cultura.

A promessa também é de melhoria na infraestrutura, mobilidade urbana, acessibilidade, segurança integrada na baixada cuiabana com a adequação do sistema viário municipal.

Em relação ao meio ambiente, ele prometeu priorizar a sustentabilidade com a implantação de fontes alternativas de energia e saneamento sustentável.

*FONTE: SITE G1 MT

Continue lendo

Mato Grosso

Desespero em Acorizal: Candidato Meraldo Sá é abordado pela polícia suspeito de compra de voto

Publicado

As eleições municípais em Acorizal, esta agitada pela manhã. A polícia militar nesse momento está abordando o candidato a prefeito Meraldo Sá, juntamente com seu vice Diego Taques, que são suspeitos de compra de votos, ação essaa proibida pela justiça eleitoral, cabendo prisão e cassação do registro do candidato.

Mais informações em instantes.

Continue lendo

Mato Grosso

Pedro Taques coleciona mais uma vitória

Publicado

TSE manda deferir registro de candidatura de Pedro Taques ao Senado

Depois da decisão que confirmou que Pedro Taques (Solidariedade) é ficha limpa, na noite desta quarta-feira (11) o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) proceder com o deferimento do registro de candidatura.

O sistema Candex a situação da candidatura aparecia como indeferida com recurso. Depois da determinação do ministro Mauro Campbell o TRE precisa colocar a candidatura como deferida de forma urgente.

O ministro levou em conta a cautelar proferida no último domingo (8), em que afastou a anotação de inelegibilidade de Taques por ter feito cirurgias de catarata na Caravana da Transformação. O ministro reconheceu que não houve doação de bens já que a realização de cirurgias é uma obrigação do SUS.

“Ante o exposto, nos termos do art. 36, § 7º, do Regimento Interno do Tribunal
Superior Eleitoral, dou provimento ao recurso ordinário para, reformando o acórdão recorrido, deferir o requerimento de registro de candidatura de José Pedro Gonçalves Taques, habilitando-o a concorrer ao cargo de senador da República no pleito suplementar das eleições gerais de 2018, que ocorrerá em 15.11.2020. Comunique-se, com urgência, ao TRE/MT a fim de que proceda à atualização do Sistema de Candidaturas – Módulo Externo (CANDex)”, determinou Campbell ao TRE de Mato Grosso.

Vitórias de Taques

Na última semana Taques vem conseguindo vitórias importantes na Justiça Eleitoral. A defesa do candidato conseguiu barrar pesquisa eleitoral da Voice sem o candidato, conquistou o deferimento da candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), depois barrou fake news espalhadas pelo candidato Nilson Leitão e ainda conquistou 5 minutos e 30 segundos em direito de resposta no rádio e também conseguiu a impugnação da pesquisa realizada pelo grupo Percent Pesquisa.

VEJA ANEXO:

TSE – Deferimento registro – PEDRO TAQUES

 

Continue lendo

Política

Polícia

GERAL

Mais Lidas da Semana