fbpx

Cuiabá

Prefeitura leva atendimento de saúde e assistência social a profissionais do sexo em Cuiabá

Publicados

em

A Prefeitura de Cuiabá realizou na noite da última quinta-feira (15), ação de atendimento de saúde e assistência social as profissionais do sexo que atuam nas proximidades de um posto de combustível, no bairro Jardim Industriário. Médicos, enfermeiros, dentistas, psicólogos, agentes de redução de danos e assistentes sociais estiveram presentes no local para dar toda assistência há cerca de 41 mulheres cis e transexuais que trabalham no local. A ação foi executada pela Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, em parceria com a Secretaria de Saúde. 

Eram 20h quando a equipe multidisciplinar da Prefeitura de Cuiabá estacionou as vans do Projeto AMOR e Consultório de Rua em um espaço na região. A estrutura montada foi subdividida por áreas, com serviços especializados em cada uma delas. Três médicos estiveram a frente das consultas clínicas, profissionais da odontologia fizeram atendimentos odontológicos, entregaram Kit’s de higiene bucal e também atuaram na conscientização de busca por esse tratamento. Prevenção contra IST’s, exames clínicos, materiais para vacinação contra H1N1 e atendimentos socioassistenciais também foram disponibilizados no espaço. Mais de 35 profissionais da saúde e da assistência social estiveram envolvidos na ação. 

Animados, os profissionais da saúde se preparavam para uma noite de acolhimento e dedicação a essas mulheres que, em muitos casos, deixam de buscar atendimento de cuidados com a saúde por conta do preconceito. “As pessoas não nos aceitam”; por ser mulher trans, nunca me foi dada oportunidade de exercer outro trabalho na vida”, “minha mãe sabe, mas meu pai não sabe que faço programa”, essas são algumas das frases que puderam ser escutadas pelos profissionais que estavam ali dispostos a ouvi-las naquela noite. 

“É necessário e fundamental que esse grupo social seja assistido pelo poder público, mas isso só é possível quando temos gestores com olhar humanizado. Tenho orgulho da gestão do prefeito Emanuel Pinheiro e da primeira-dama Márcia Pinheiro, porque eles efetivamente tem esse olhar humanizado, nós temos uma gestão humanizada e que prioriza a população mais vulnerável da nossa cidade. Pra nós é uma satisfação muito grande estar aqui, sei que vocês tem seus receios e medos, mas gostaria que  quebrássemos isso hoje. Viemos aqui para atender um público que sofre muito preconceito, com expectativa de vida muito baixa, 35 anos, que sofre violência muitas vezes na atividade do próprio trabalho. Estaremos fazendo também um cadastramento social para que vocês possam ser assistidas regularmente pelas políticas socioassistenciais, políticas públicas do qual vocês tem direito. Nosso questionário pergunta se vocês gostariam de mudar de atividade e quais são as expectativas de vocês, precisamos entender as suas demandas”, disse a secretária-adjunta de Direitos Humanos, Christiany Fonseca. 

Com foco na imunização contra H1N1 e encaminhamento para atendimento por especialidades, a equipe do Consultório na rua, comandada pela coordenadora Vera Ferreira, se dedicava a dar orientações para atendimentos em unidades de saúde e tirar dúvidas quanto aos cuidados contra a propagação da COVID-19 durante atuação de trabalho. Enquanto isso, Roseli Barranco, coordenadora de saúde bucal de Cuiabá e sua equipe de jalecos rosas orientavam o grupo sobre cuidados para prevenir o câncer de boca dentre outras doenças orais. 

Além do cuidado com o corpo, foi oferecido também apoio para a mente, por meio da psicóloga do Serviço de Atendimento Especializado (SAE), Lauren Cristina, que esteve à frente da realização de testes rápidos para detectar infecções sexualmente transmissíveis (IST’s) e que também orientou sobre a prevenção dessas doenças. O representante da política de Redução de Danos, Davi Cardoso, também esteve presente para garantir o atendimento humanizado.

Presente também na ocasião, o vereador sargento Vidal comentou sobre o projeto que encabeça na Câmara Municipal de estruturação de um ambulatório médico para população transexual da Capital, que recebe o apoio da gestão Emanuel Pinheiro. 

“É uma prazer estar aqui pela primeira vez para constatar o exemplo da gestão humanizada do prefeito Emanuel Pinheiro e da primeira-dama Márcia Pinheiro. Eu estava dizendo que tenho 25 anos na Secretaria de Saúde e esse projeto do ambulatório vinha capengando, mas agora tenho certeza que vai avançar, vereador, e todas vocês terão acesso a esse atendimento, que é o sonho de muitas. Isso é gestão humanizada e quem não gosta de gente não tem lugar nessa gestão”, disse o secretário-adjunto da Pessoa com Deficiência, Rubens Dias da Silva. 

Vacinadas, testadas, após passar por todos os atendimentos ali disponíveis e receberem todas as orientações dos profissionais presentes, as 41 mulheres receberam um lanche para reforçar mais uma noite de trabalho. As que se enquadram em situação de vulnerabilidade social receberam uma cesta básica e kit’s de máscaras e álcool em gel  para se protegerem tanto quanto possível contra a COVID-19. 

“Eu nunca havia participado desse tipo de ação antes, esses dias me orientaram a procurar um CRAS para fazer meu cadastro e receber apoio social e também me orientaram como solicitar redução da tarifa da minha conta de água. Hoje eu passei por todos os atendimentos e agora vou me sentir mais segura para trabalhar”, disse Saphira Molina, de 33 anos, profissional do sexo desde os 16 anos de idade, que não parou de trabalhar na pandemia por não ter outra renda para manter seu sustento. Agora que ela sabe os caminhos, quer se qualificar profissionalmente por meio dos cursos do Qualifica Cuiabá. “Eu gostaria de fazer um curso de confeitaria, de padaria, é sempre bom saber cozinhar, sempre tem emprego nessa área”. 

 

A ação também contou com a presença do enfermeiro Marcelo Coelho, responsável pelo Projeto AMOR, Wilson Cutas, Coordenador de Atenção Primária, Aparecida Machado, Coordenadora de Direitos Humanos e Rosenildes Thomann, Coordenadora da Pessoa com Deficiência e o ex-vereador Orivaldo da Farmácia, responsável pelo CDMIC. 

No próximo dia 29, a equipe de profissionais da saúde e da assistência social da Prefeitura de Cuiabá que atuaram na ação dessa quinta-feira, retornarão ao mesmo local para dar continuidade no atendimento e retorno dos resultados dos exames que foram realizados.

ASCOM PREFEITURA  DE CUIABÁ

Comentários Facebook
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cuiabá

Mutirão de cirurgias ortopédicas supera meta e realiza 62 procedimentos no fim de semana

Publicados

em


Davi Valle

Clique para ampliar

Com a determinação do prefeito Emanuel Pinheiro, o Hospital Municipal de Cuiabá realizou, no último fim de semana um mutirão de cirurgias ortopédicas, com o objetivo de dar celeridade às demandas dos pacientes que já se encontram internados na unidade.

Entre sábado (31) e domingo (1º) foram realizadas 55 cirurgias de ortopedia e 7 de urgência, num total de 62 operações, o que superou a expectativa da equipe, que era de realizar 60 procedimentos cirúrgicos. Os procedimentos realizados atenderam correçções de fraturas dos ossos dos membros inferiores e superiores, com uso de diversas próteses, placas, parafusos e hastes intramedulares.

Participaram do mutirão 6 cirurgiões ortopédicos, 6 anestesistas, além do corpo de enfermeiros e técnicos de enfermagem, que trabalharam em 4 das 6 salas de cirurgias que existem no hospital. Durante as cirurgias foram utilizados três intensificadores cirúrgicos (arcos que realizam raio-x em tempo real), central de material de esterilização com duas autoclaves, suporte do banco de sangue, entre outros. 

Também foram iniciadas as cirurgias de prótese de quadril, que estão sendo realizadas às segundas, quartas e sextas, com dois procedimentos a cada dia, por serem procedimentos de maior complexidade e mais demorados. A previsão é que toda a demanda deste tipo de cirurgia dos pacientes internados no HMC seja atendida em até duas semanas. 

“Tivemos 14 altas no domingo, 13 na segunda e 17 na terça-feira, todos pacientes que foram operados no mutirão. Estamos trabalhando para aumentar a rotação dos leitos para atender cada vez mais pacientes. Tenho o desafio de não deixar o ritmo de trabalho na saúde cair. Fiz um compromisso com a população cuiabana de colocar a saúde pública nos trilhos, oferecendo cada vez mais serviços de qualidade e é nisso que estou focado”, comentou o prefeito Emanuel Pinheiro. 

O mutirão de cirurgias ortopédicas continuará nos próximos dois fins de semana com previsão de realização de mais 120 procedimentos (60 a cada final de semana).

Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

Elis regina Prates

Publicados

em


Brasileira, solteira, assistente social. Atuou no Município de Acorizal como Secretária-Adjunta de Assistência Social e como assistente social  por 15 anos. É militante do Movimento de Mulheres e coordenadora de Fórum Mulheres Negras de Mato Grosso.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá conclui imunização de carroceiros com a segunda dose da vacina contra a Covid-19

Publicados

em


Gustavo Duarte

Clique para ampliar

Na manhã desta quarta-feira (4), 23 carroceiros concluíram seu esquema vacinal contra a covid-19 no Centro de Convivência de Idosos “Maria Ignês de França Auad”, localizado no bairro CPA 3, ao lado do eco ponto onde os carroceiros trabalham. Eles fazem parte do grupo de pessoas em vulnerabilidade social, criado pelo prefeito Emanuel Pinheiro e pela primeira-dama Márcia Pinheiro, por entenderem que se tratam de trabalhadores que, pela função que exercem, já estão muito expostos ao coronavírus, além de serem pessoas que muitas vezes não dispõem de acesso à internet para fazer o cadastro para a vacinação. O grupo é composto, além dos carroceiros, por catadores de recicláveis, motoristas do transporte coletivo e garis (tanto da coleta quanto da varrição de rua). 

O primeiro carroceiro totalmente imunizado foi Jair de Arcanjo, 45, que há mais de 20 anos trabalha no ramo. Ele não conseguia conter a alegria após receber a dose do imunizante. “Opa! Faz dias que estava na expectativa da segunda dose!” disse sorridente. “Nos protegemos com medo dessa doença e, graças a deus, ninguém lá em casa pegou essa doença. Minha mãe e minha mulher já vacinaram também. Minha mulher vai tomar dia 12 a segunda dose. É uma sensação boa ver a população sendo imunizada, dá mais esperança”, afirmou.

Marcelo dos Santos Bondespacho, 39 anos, que desde os 8 anos de idade trabalha com a carroça e o cavalo, se declarou feliz. “Minha esposa já tomou a primeira dose. Ave Maria! Eu quero que sai a vacina para os guris também porque meu filho voltou para a escola hoje. Muito bom essa vacina ter vindo aqui porque muita gente não tem chance de ir atrás e, vindo aqui, nos ajudou pra caramba!”.

Há 40 anos na lida como carroceiro, Roberto Soares de Amorim, 61, foi vacinado no “horse-thru”, ou seja, a bordo da carroça e afirmou estar “aliviado e feliz”. “Foi um benefício muito bom, eu agradeço muito ao prefeito”, disse. Destacando a importância da prevenção, o idoso não contraiu a covid-19 e elencou os cuidados que todos precisam seguir mantendo. “Tem que cuidar, usar máscara, não ficar em tumulto de gente, lavar a mão toda hora, passar o alcoolzinho na mão, se puder tomar banho melhor ainda! Lavar e desinfetar a roupa, o quintal tem que estar limpinho, a casa limpinha… tudo isso ‘nós precisa’. Nós somos coletores da reciclagem, a gente contribui com as pessoas também e por isso, a gente precisa da ajuda das pessoas para trabalhar”, comentou. 

Quem também não conseguiu conter a alegria e emoção durante a vacinação dos carroceiros, foi a técnica de enfermagem Claudete Alves, que exerce a profissão há 19 anos e, nesta pandemia, já viveu polos extremos, como a perda de um irmão para a covid-19, há 5 meses, e a participação ativa no combate a doença. Ela atua na campanha “Vacina Cuiabá – sua vida em primeiro lugar”, no polo do SENAI Porto, mas também já teve a oportunidade de vacinar reeducandos dentro de presídio, trabalhadores da Assistência social na sede da Secretaria Municipal de Assistência Social e, agora, no CCI, com a aplicação da vacina nos carroceiros. 

“É uma experiência boa, gostosa, gosto muito do que eu faço. A gente trabalha com alegria, passa essa alegria e confiança para o paciente porque muitas pessoas ainda têm receio de tomar, tem quem está escolhendo a vacina. Mas a gente fala e repete: vacina boa é vacina no braço. Todas as vacinas são boas. A gente da área da saúde, que estamos na linha de frente, tomamos a Coronavac. Então a eficácia dela também é muito boa. Todas são boas. Então, que as pessoas compareçam e não deixem de tomar a vacina. Que pensem na família que deixa em casa e nos colegas de trabalho também”, disse emocionada. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

Polícia

GERAL

Mais Lidas da Semana