Geral

Pacientes de Rondônia serão transferidos pelo SUS para UTIs de MT

O sistema de saúde local está entrando em colapso. Outros pacientes já foram transferidos par Curitiba e Brasília.

Publicados

em

Mato Grosso vai receber na tarde desta terça-feira (26), 10 pacientes de Rondônia para tratamento contra o covid-19. A taxa de ocupação das UTIs é de 67,67% e das enfermarias de 34%. Portanto, o Sistema Único de Saúde detectou que há vagas e optou pela transferência dos pacientes. A informação foi confirmada pelo secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.

Em Rondônia o sistema de saúde está prestes a entrar em colapso, como aconteceu no Amazonas. Por conta do caos, pacientes já foram transferidos para Curitiba (PR)  e Brasília (DF).  Todos os que viram para Mato Grosso vão necessitar de UTIs.

“Não existe leitos exclusivos de Mato Grosso, São Paulo ou dos municípios. Existem leitos do SUS. Nesse momento temos que ser solidários com estado que está colapsado, precisando de leitos e nós temos a disposição”, observou Gilberto Figueiredo em coletiva realizada no Centro de Triagem para pacientes com Covid, localizado na Arena Pantanal.

O secretário garantiu que a chegada de pacientes de outros estados não aumenta  o risco do surgimento de novas cepas do coronavírus em Mato Grosso, já que qualquer pessoa em viagem pode contrair a nova variante do vírus durante viagens para outros locais.

“Não são só pacientes que trazem a nova cepa, mas qualquer cidadão que se desloca no país e vir para o Estado. Não existe barreira sanitária estabelecida no país, nem proibição de deslocamento nos país. Então não precisa ser paciente. Basta ser uma pessoa que está infectada, sem saber, e circular pelo país. A probabilidade desses pacientes infectarem outras pessoas, é a mesma que existe com qualquer cidadão”, ponderou Figueiredo, confirmando que as unidades de saúde estão preparadas para evitar que profissionais sejam contaminados no atendimento aos pacientes.

NOVA CEPA                                                               

De acordo com a BBC News Brasil, a nova variante do Coronavírus foi detectada em Manaus há cerca de duas semanas. Para isso, os cientistas analisaram o material genético de 31 amostras de pacientes com covid-19 na cidade de Manaus, coletado entre os dias 15 e 23 de dezembro. Desses, 13 indivíduos (ou 42% do total) apresentavam justamente a nova linhagem que recebeu o nome de P.1.  Alguns dias antes, o Japão havia anunciado a detecção de uma nova cepa de coronavírus em pessoas que viajaram do Brasil para lá.

Durante uma pandemia é esperado que o vírus sofra mutações conforme é transmitido de pessoa para pessoa. O monitoramento dessas alterações no código genético ajuda a acompanhar os casos preocupantes e eventualmente tomar medidas que bloqueiem a cadeia de transmissão.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Quase 80% das mulheres vítimas de feminicídio em 2020 em MT nunca denunciaram casos de violência

Publicados

em

Quarenta e nove mulheres vítimas de feminicídio em 2020 nunca registraram denúncias de violência, conforme o relatório técnico produzido pela Superintendência de Observatório de Segurança Pública e divulgado nesta segunda-feira (8).

O estudo analisou os 62 casos de feminicídio em Mato Grosso no ano passado e apontou que7 9% das vítimas não possuíam registros anteriores de violência doméstica contra o agressor. Apenas 13% tinham registros de ameaça, porte de arma ou vias de fato.

Ainda conforme o levantamento, 10 tinham medida protetiva, enquanto que 52 não eram assistidas, seja porque não fizeram boletim de ocorrência ou porque não foram amparadas pelo direito pela Justiça.

Ainda de acordo com o levantamento, as vítimas, em sua maioria, tinham idade de 25 a 45 anos, sendo que 42 casos a motivação para o crime foi passional, seguido por sexual e outros.

Arma e local

 

A maioria dos assassinatos ocorreram no interior do estado e cinco foram em Cuiabá.

De acordo com a secretaria de Segurança, 74% dos casos o local do assassinato foi dentro da própria casa da vítima, enquanto 16% foram em via pública.

A arma branca – facas ou outros meios cortantes – foi o principal meio usado na prática do crime, sendo 43 mulheres mortas dessa forma. Outras 11 foram assassinadas por arma de fogo, cinco pela força muscular e 3 casos por outros meios. A maioria das mortes foram nos finais de semana, pela madrugada.

*FONTE:G1

Continue lendo

Geral

Médico relata frustração e desespero durante atendimentos a pessoas com Covid-19 em MT

Publicados

em

Atuando na linha de frente contra a Covid-19 desde julho do ano passado, o médico Cristiann Fernando da Silva Araújo afirma que equipes de saúde nunca viram tantas mortes ocorrendo simultaneamente.

“Por mais que a morte faça parte do nosso trabalho, acho que ninguém nunca viu tanta morte ocorrendo assim. Ninguém nunca viu um estado tão catastrófico”, afirma.

Segundo ele, a realidade atual é que tem se tornado comum mais de uma pessoa da mesma família não resistir à Covid-19 e as equipes médicas terem que lidar com o fato, o que traz frustração e dor.

“O primeiro sentimento é de muito terror e muita frustração. Hoje é comum na UTI termos irmãos intubados no mesmo lugar, é comum dar a notícia de óbito do pai de família e logo depois falar sobre a morte da mãe, da tia. Você tem que falar com as mesmas pessoas, com a mesma família”, explica.

Segundo Cristiann, a rotina das equipes que estão trabalhando na linha de frente é extremamente cansativa.

“Todos nós queremos fazer um bom trabalho, independente da profissão. Nós, como médicos, queremos as pessoas bem. Isso é natural. Só que infelizmente nesse cenário isso não tem sido muito comum, porque a doença, em casos graves, e muito violenta e nos abate muito cada notícia de óbito. Cada vez que a gente conversa com uma família é algo extremamente cansativo”, desabafa.

Dados da Covid-19 em MT:

 

O número de mortes por Covid-19 em Mato Grosso passou de 6 mil nesse domingo (7). De acordo com o Painel Covid-19, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) registrou desde o início da pandemia 261.116 casos confirmados da Covid-19 e 6.016 óbitos em decorrência da doença no estado.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 476 internações em UTIs públicas e 412 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 98,96% para UTIs adulto e em 49% para enfermarias adulto.

A ocupação teve uma leve redução. Nesse sábado, quase 100% dos leitos de UTI para Covid-19 estavam ocupados.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (56.231), Rondonópolis (20.440), Várzea Grande (16.420), Sinop (13.322), Sorriso (10.540), Tangará da Serra (10.186), Lucas do Rio Verde (9.513), Primavera do Leste (7.794), Cáceres (5.752) e Nova Mutum (5.164).

Essa é a segunda vez que a saúde de Mato Grosso entra em colapso desde o início da pandemia.

A Secretaria Estadual de Saúde pediu a outros estados auxílio para possíveis transferências de pacientes com Covid-19.

São quase 60 pacientes que estão na fila de espera por um leito de UTI.

A Secretaria informou que não houve confirmação oficial por parte dos estados até o momento, até porque a situação é de hospitais cheios em todas as regiões do país.

*FONTE:G1

Continue lendo

Geral

Dois são presos e adolescentes são apreendidas durante festa com aglomeração e bebidas em MT

Publicados

em

Duas pessoas foram presas e duas adolescentes apreendidas durante uma festa com aglomeração de pessoas e bebidas alcoólicas em uma casa em Vila Bela da Santíssima Trindade, a 562 km de Cuiabá, na noite de sábado (6).

Policiais civis faziam rondas na cidade para reforçar o cumprimento dos decretos de prevenção ao coronavírus, quando encontraram vários carros estacionados e barulho de som na casa.

Ao realizar a abordagem ao local do evento, os policiais encontraram duas adolescentes ingerindo bebida alcoólica. Questionadas sobre o fato, elas indicaram a pessoa que teria fornecido a bebida e o responsável pela festa.

As duas pessoas foram identificadas e, junto com as menores, encaminhadas para a Delegacia da Polícia Civil de Vila Bela. O Conselho Tutelar do município foi acionado e acompanhou a ação.

De acordo com a polícia, os dois adultos foram presos em por fornecer bebida alcoólica menores e as adolescentes ouvidas e entregues ao Conselho Tutelar.

*FONTE:G1

Continue lendo

Política

Polícia

GERAL

Mais Lidas da Semana