Polícia

Operação afasta 4 servidores da Saúde e bloqueia R$ 2,1 milhões por fraudes

Avatar

Publicados

em

A Polícia Civil de Mato Grosso, por meio da Delegacia Especializada de Combate à Corrupção (Deccor), em conjunto com o Ministério Público do Estado, por meio do Gaeco, deflagraram na manhã desta quinta-feira (10), a segunda fase da Operação Overpriced.

Após a deflagração da primeira fase, realizada em outubro do ano passado, e com base nas novas provas coletadas e em auditorias do Ministério da Saúde, por meio da Seção de Auditoria de Mato Grosso, a equipe da Deccor identificou diversas irregularidades em procedimentos licitatórios envolvendo, ao menos, três empresas que forneceram medicamentos à Secretaria Municipal de Saúde, por meio de dispensa de licitação, durante o período da pandemia ocasionada pela covid-19.

Foram detectadas irregularidades procedimentais com direcionamento para favorecer as empresas contratadas. Além disso, verificou-se que houve uma coordenação de aquisições baseadas na superestimação de consumo de medicamentos, muito além da necessidade de consumo em 180 dias, com o possível vencimento dos medicamentos.

Além de compras em excesso, os investigadores verificaram o sobrepreço de medicamentos e a compra de fármacos por meio de dispensa, sob a justificativa de enfrentamento à covid-19, que, no entanto, não são utilizados para o tratamento relacionado ao coronavírus.

A decisão decretada pela juíza da 7ª Vara Criminal da Capital, Ana Cristina Silva Mendes, determinou o bloqueio de valores no valor de R$ 2.175.219,77.

Após a representação dos delegados da Deccor e dos promotores, o Poder Judiciário determinou que os quatro servidores investigados à época dos fatos, possivelmente envolvidos com a organização criminosa, cumpram medidas cautelares, entre elas a proibição de acesso à Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá proibição de contato entre investigados e servidores dos quadros do órgão de saúde da Capital.

Com a deflagração desta fase da operação, a Deccor procederá com o interrogatório dos suspeitos que ainda não foram ouvidos, para finalização e envio do inquérito policial ao Poder Judiciário, uma vez que todas as provas técnicas já foram produzidas em conjunto com o Ministério da Saúde.

Com assessoria

Comentários Facebook
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Idoso com várias passagens criminais é preso pela Polícia Civil por tráfico de drogas

Avatar

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

Um idoso envolvido com o comércio de entorpecente foi preso pela Polícia Civil, no domingo (20.06), no município de Juara (709 km a médio norte de Cuiabá). O aposentado de 68 anos foi preso em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

A Delegacia de Juara recebeu informações sobre uma pessoa que estava vendendo substâncias ilícitas na região do bairro Jardim Continental. Durante investigação para apurar os fatos, foi identificado que o suspeito era o idoso e fazia uso de tornozeleira eletrônica.

Na casa do investigado foram localizados vários materiais utilizados para o tráfico, além de porções de pasta base de cocaína em forma de pedra, R$ 6,5 mil em dinheiro, dois cheques no valor de R$ 300 cada, uma balança de precisão, quatro celulares e um relógio de cor dourado da marca Século.

Diante do flagrante o idoso foi detido e levado até a Delegacia de Juara, onde na checagem foi verificado que o conduzido possui passagens criminais por associação para

o tráfico de drogas e lesão corporal.

No interrogatório o aposentado assumiu que vendia entorpecentes para complementar a renda, bem como mantinha dois pontos de venda ilícita na cidade de Juara.

O suspeito foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e posteriormente colocado à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Polícia Civil e PRF identificam suspeito que armazenava defensivos de origem ilícita em residência em Cuiabá

Avatar

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

Um homem suspeito de armazenamento de defensivos agrícolas de origem ilícita foi preso em flagrante em uma ação conjunta da Polícia Civil, através da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCC)) e Polícia Rodoviária Federal (PRF), realizada no final da tarde de domingo (20.06), em Cuiabá.

A identificação da casa aconteceu em continuidade a uma ação da PRF que resultou na apreensão de grande quantidade de entorpecentes no município de Sinop. Na residência do suspeito, no bairro Serra Dourada em Cuiabá, foram apreendidos defensivos agrícolas, caixas vazias de agrotóxico e vários pacotes de cigarros de origem estrangeira

O suspeito de 56 anos confessou que estava armazenando o material ilícito a mando de terceiros e foi autuado em flagrante por crime ambiental de armazenar produto tóxico ou nocivo ao meio ambiente de forma irregular, receptação, contrabando e descaminho e associação criminosa.

Os trabalhos iniciaram no domingo (20), quando a equipe da PRF recebeu informações sobre dois veículos, uma caminhonete S-10 e um Fiat Strada, que saíram de Cuiabá para levar defensivos agrícolas de origem ilícita para Sinop.

 Diante da denúncia, os policiais rodoviários realizaram a abordagem dos veículos, sendo encontrado na caminhonete S-10, sacos grandes de agrotóxicos. Os produtos não apresentavam nenhum tipo de inscrição ou nota fiscal, sendo possivelmente material contrabandeado ou falsificado.

Com a informação de que o produto havia saído de uma residência em Cuiabá, a equipe da PRF entrou em contato com os policiais da GCCO que junto aos policiais rodoviários e em continuidade as investigações foram até a residência  onde possivelmente estaria armazenado o material.

No endereço, os policiais encontraram 50 caixas vazias de defensivos Benzoato, relacionadas ao material que foi apreendido na abordagem em Sinop, além de 67 caixas de cigarros contrabandeados. Questionado, o suspeito confessou que recebeu o valor de R$ 1 mil para guardar o material ilícito em sua residência.

Diante dos fatos, todo material encontrado na casa foi apreendido e o suspeito encaminhado à GCCO onde após ser interrogado foi autuado em flagrante por  crime ambiental, receptação, contrabando e descaminho e associação criminosa.

Segundo o delegado da GCCO, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, o material será encaminhado para perícia para verificação se é um produto falsificado ou relacionado a crime cometido em propriedade agrícolas do interior do estado.

“Está claro que os produtos estão relacionados a atuação de uma associação criminosa e agora trabalhamos para descobrir a forma de atuação do grupo. A ação realizada em parceria é fundamental para combate ao crime organizado em crimes de roubo, furtos, receptação e outros conexos envolvendo defensivos agrícolas”, disse o delegado.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Delegada Miedir recebe prêmio Ruth Marques de destaque a defesa dos direitos das mulheres

Avatar

Publicados

em


Primeira delegada da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM) de Cuiabá, Miedir Sant’Ana da Silva, foi homenageada na quinta-feira (17.06) com o prêmio Professora Ruth Marques, concedido pelo Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (CEDM).

A indicação da delegada aposentada, considerada pioneira nas ações de enfrentamento à violência doméstica no estado de Mato Grosso foi realizada pela equipe da Delegacia da Mulher como uma homenagem não só ao trabalho desenvolvido por Miedir, mas também aos 35 anos de implantação da especializada. 

O Prêmio Estadual Ruth Marques Corrêa da Costa é concedido a mulheres que lutam e promovem a defesa dos direitos femininos em todas as esferas sociais e econômicas em Mato Grosso.

A iniciativa é realizada pelo Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (CEDM), que é vinculado a Secretaria Adjunta de Direitos Humanos da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc). A intenção enaltecer o trabalho das mulheres que, tanto no passado e no presente, realizam trabalhos que concretizem a luta pelos direitos femininos.

Todos os anos são reconhecidas duas mulheres, uma em vida e outra in memorian, que se destacaram no campo profissional ou pessoal e que fazem ou fizeram a diferença na vida de outras mulheres na perspectiva da defesa de direitos. As candidatas são selecionadas a partir de um edital publicado no Diário Oficial do Estado de Mato Grosso e aqueles que desejam podem encaminhar o currículo de suas respectivas  indicações.

Diante dos 35 anos da implantação da Delegacia de Mulher de Cuiabá, celebrado neste ano de 2021, a equipe da especializada apresentou o nome de Miedir para concorrer ao prêmio, unto a outras candidatas, as quais também possuem história de luta em prol dos direitos das mulheres.

Segundo a delegada da DEDM de Cuiabá, Jozirlethe Magalhães Criveletto, a escolha não foi fácil, uma vez que as demais candidatas também possuíam historias tão importantes quanto a de Miedir, 0orém o significado de suas iniciativas na implantação não somente da DEDM, como também da Casa de Amparo às mulheres vítimas de violência e a forma como atuou na época que não se tinha em Cuiabá, ações de grande vulto por parte do movimento de mulheres.

“Tudo isso fez de nossa candidata uma grande defensora dos direitos humanos das mulheres, quando, mesmo sem ter esse objetivo em mente, já trabalhava em prol da defesa da vida de cada uma das vítimas que batia à sua porta”, disse Jozirlethe

Miedir agradeceu a premiação e falou sobre a importância da atuação de todas que lutam em prol dos direitos das mulheres. “Quero me solidarizar com todas as concorrentes para dizer que a vitoria em si, consiste no reconhecimento de que cada uma que teve o nome indicado fez a diferença do exercício das atividades abraçadas”, destacou Miedir.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

Polícia

GERAL

Mais Lidas da Semana