Geral

Nunca abra mão do corretor de imóveis quando se tratar de mercado imobiliário

Avatar

Publicados

em

Comprar, vender, alugar e ou avaliar imóvel pode parecer uma decisão fácil, mas na prática é complicado tomar decisões que envolvam grandes somas em dinheiro e a realização de sonhos. São pequenos aspectos que abrangem financiamento imobiliário, avaliação, legislação específica, contratos e pequenos detalhes que, no final das contas, podem acabar acarretando diversos problemas.

Por isso, ter a presença de um especialista é fundamental. Afinal, é preciso experiência e muito conhecimento para lidar com todos os detalhes que compõem as transações imobiliárias. Se você está vivendo uma dessas situações agora, veja porque chamar um corretor de imóveis é tão importante.

Corretor de imóveis é o único habilitado diante da lei

Antes de mais nada é interessante saber não só que a profissão de corretor de imóveis é regulamentada, como que, em todo o Brasil, ele é o único autorizado a intermediar transações imobiliárias.

Thank you for watching

No entanto, quem pensa que essa é apenas uma questão de proteção da categoria, está, na verdade, deixando aspectos muito importantes de fora – entre eles a própria proteção do cliente, seja ele vendedor ou comprador.

E é bastante simples entender porquê, basta fazer algumas perguntas. Além de o corretor estudar para ter seu registro e ter conhecimentos específicos, de quantos imóveis disponíveis uma pessoa fora do ramo pode ter conhecimento sem entrar em um site ou portal imobiliário?

Quem garante que aquele imóvel está ou não dentro de uma faixa razoável de preço? Quem sabe calcular a possível valorização do imóvel nos próximos cinco anos? Quem conhece todos os trâmites dos financiamentos imobiliários? Quem conhece de perto e sabe como evitar todos os riscos de uma transação imobiliária?

Esses são apenas alguns dos muitos aspectos que a lei visa garantir que o cliente tenha a melhor experiência de compra/venda e não seja enganado por pessoas de má fé sem conhecimento ou código de ética.

Auxiliar o cliente é sempre o principal objetivo do corretor de imóveis

O principal objetivo de todo corretor de imóveis é ajudar o cliente a realizar o melhor negócio, apontando as melhores oportunidades e afastando-o das piores condições de pagamento.

É ele por exemplo, quem dará as principais orientações sobre os financiamentos imobiliários e poderá ajudá-lo a tirar certidões e documentos necessários em todos os cartórios. O corretor de imóveis deve acompanhar o cliente desde a escolha dos imóveis a serem visitados até o pós-venda.

Confiança de estar fazendo o melhor negócio

Com a grande cartela de imóveis que o corretor tem disponível e seu conhecimento no mercado, ele é a pessoa mais habilitada a encontrar o imóvel que melhor atende às necessidades de cada cliente.

É responsabilidade dele, também, averiguar toda a documentação e garantir que a transação seja regida pelos termos da legislação regente.

Riscos de fazer negócio com pessoas não habilitadas

A inexperiência de determinados aspectos pode chegar a invalidar uma negociação que já parecia fechada. Pontos mal amarrados, falta de documentação ou cláusulas abusivas podem trazer prejuízos futuros, tanto materiais quanto emocionais.

Para não cair nas mãos de pessoas de má fé, é fundamental avaliar se a imobiliária ou o corretor possuem Creci (registro no Conselho Regional dos Corretores de Imóveis), se está constituída formalmente com CNPJ e se a imobiliária tem respaldo jurídico para todas as ações de compra, venda, locação, arrendamentos e avaliação e imobiliária.

Benedito Odario, Professor, corretor de Imóveis, empresário, candidato ao CRECI/MT – Chapa 01 

Comentários Facebook
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Stringueta: Bope-MT já teria achado serial

Avatar

Publicados

em

O delegado Flávio Stringueta fez uma publicação em seu perfil no Instagram na tarde deste sábado (19), em que afirma que os policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) de Mato Grosso já teria encontrado o serial killer Lázaro Barbosa, de 32 anos. Lázaro é suspeito de ter cometido vários crimes no Distrito Federal, incluindo a chacina de uma família, e em outros estados.

As polícias do DF e de Goiás montaram uma força-tarefa para encontrá-lo. Já são mais de 10 dias de buscas numa região de mata, sem sucesso em localizá-lo.

Comentários Facebook
Continue lendo

Geral

Crea-MT promove palestra para futuros engenheiros civis de Rondonópolis

Avatar

Publicados

em

 

O diretor-financeiro do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT), engenheiro civil André Luis Schuring realizou palestra Sistema Crea-MT, Confea, além de abordar sobre a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) dia 15 de junho para os acadêmicos do Curso de Engenharia da faculdade Fasipe do Rondonópolis.

“O Crea-MT é um órgão público de autarquia federal especial da administração indireta de abrangência nacional de instância máxima na regulamentação do exercício profissional, que zela pela ética profissional da engenharia, agronomia e geociências, fiscaliza o exercício e as atividades dessas modalidades, atendendo à sociedade e o profissional, além de registrar tabelas de honorários elaboradas pelas entidades de profissionais, sem fins lucrativos”, disse André.

O diretor-financeiro do Crea-MT disse ainda que é   fundamental levar ao conhecimento desses futuros engenheiros como é o funcionamento do Conselho. Na ocasião, falei sobre a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) e a Certidão de Acervo Técnico (CAT), habilitação, tramitação de processos, ética, leis entre outros assuntos. A ART é válida como garantia dos serviços prestados por profissional habilitado, alimenta acervo Técnico do Profissional e é imprescindível para fiscalização, definindo as responsabilidades entre as partes e garantindo os direitos autorais.

Ainda segundo o diretor-financeiro do Crea-MT, o encontro direcionado à Anotação de Responsabilidade Técnica tem o objetivo de atingir acadêmicos que estão prestes a se formar, e a importância da ART no início da vida profissional. Aproveitamos para explicar sobre o preenchimento da ART e alertar sobre possíveis irregularidades.

“O papel do Sistema é proteger a sociedade, confere atribuições, valorização do profissional, define as penalidades, de composições das Câmaras Especializadas e a estrutura organizacional, o plenário, Câmaras Especializadas, Comissões permanentes e especiais, bem como grupos de trabalho, presidência, diretoria e inspetorias. Expomos estatísticas, destacando a quantidade de profissionais registrados no sistema, que ultrapassa de 20 mil”, ressaltou Schuring.

O diretor-geral da Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea Mato Grosso (Mútua-MT), Adjane Prado, fez uma explanação sobre o funcionamento da Mútua-MT e o leque de benefícios oferecidos aos profissionais associados. “É importante destacar que os profissionais, uma vez que são inseridos no Sistema, têm uma série de benefícios, inclusive aqueles oferecidos pela Mútua. Como benefícios sociais, previdenciários e assistenciais, de acordo com sua disponibilidade financeira, respeitando o seu equilíbrio econômico-financeiro”, explicou Adjane.

Estiveram presente no encontro, o coordenador do Curso de Engenharia Civil da Fasipe, José Olavo Pio, a presidente da Associação Rondonopolitana de Engenheiros e Arquitetos (Area), engenheira florestal, Patrícia Brito e o conselheiro do Crea-MT e membro da Area, engenheiro agrimensor Fernando Munhoz.

Comentários Facebook
Continue lendo

Geral

Globo repudiou e criticou a fala preconceituosa de padre de MT

Avatar

Publicados

em

Jornal Nacional repercutiu o vídeo em que o padre Paulo Antônio Muller, da Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Tapurah (a 414 km de Cuiabá), chamou os repórteres Erick Rianelli e Pedro Figueiredo, ambos da emissora, de “dois viados“.

 

Na reportagem, de quase 4 minutos, o JN citou o fato de o MPE ter aberto uma investigação para apurar os ataques homofóbicos e que os repórteres ganharam demonstrações de solidariedade nas redes sociais. Entre elas do padre Júlio Lancellotti, de São Paulo, que fez uma publicação em que lembrou que homofobia é crime.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

Polícia

GERAL

Mais Lidas da Semana