conecte-se conosco



É PERMITIDO FAZER COBRANÇA EM REDES SOCIAIS?

Publicado

Claudio Cordeiro

Você está engajado em um projeto de redução da inadimplência da empresa em que trabalha e ouviu falar da possibilidade de realizar a cobrança em redes sociais. Mas, não sabe se isso é permitido. E agora?

Por isso, tenho uma boa notícia: sim, é possível contatar inadimplentes pelas redes sociais, mas o Código do Consumidor impõe que sejam observadas algumas regras.

O que diz a lei sobre a abordagem ao inadimplente?

A lei brasileira, tendo como fundamento o princípio constitucional da dignidade do ser humano e a proteção à honra e à intimidade do indivíduo, entende que as cobranças não podem ser feitas por ações que tragam constrangimento ao devedor nem que o exponham ao ridículo.

Veja algumas dicas de fazer esse conato via redes sociais:

1 – No contato para tentar o recebimento, não pode haver ameaça e coação nem podem ser feitas afirmações falsas ou enganosas.

2- Não pode haver qualquer interferência no trabalho, descanso ou lazer do inadimplente. Tudo isso por força dos arts. 42 e 71 do Código de Defesa do Consumidor, que prevê tais condutas como crime, com pena de detenção de até um ano e multa.

3- Além disso, o Código Civil garante indenização por dano moral a quem se sentir constrangido por cobranças abusivas.

Mas, atenção: até contatos em particular podem ser considerados abusivos se realizados de forma ameaçadora e com vocabulário inadequado. Por isso, seja educado, gentil e vá direto ao ponto.

5 dicas para fazer cobranças via rede social:
Para você ter sucesso nas cobranças via redes sociais, seja educado, direto ao ponto e nunca coaja o devedor, siga as nossas dicas e boa sorte:

1- Mantenha a privacidade: Trate do assunto da cobrança apenas com o consumidor. Ao deixar recados, informe apenas o seu nome e telefone para retorno e não aponte detalhes do motivo do contato.

2- Respeite o horário comercial: Não entre em contato à noite, nem cedo demais e nunca o incomode nos fins de semana e feriados.

3- Negocie: Apresente opções de pagamento e negociações.

4- Use um palavreado adequado: redija de maneira educada, sem pressão ou desrespeito.

5 – Use apenas mensagem in box: Não deixe recados no mural do perfil do devedor no Facebook ou no Instagram. Chame-os no privado! De preferencia, use o WhatsApp, mas no modo particular, nunca em grupos.

Pronto! Com os cuidados que você aprendeu neste artigo pode voltar a planejar a cobrança em redes sociais.

 

Cláudio Cordeiro – Publicitário, Advogado, Jornalista, Consultor Político ABCOP, Membro ALAP, Diretor da FENAPRO, Diretor da Agência Gonçalves Cordeiro.

0 0 vote
Article Rating
Clique para comentar
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Claudio Cordeiro

A Biomimética busca resolver os desafios de negócio olhando para a natureza

Publicado

A Revista Forbes citou a Biomimética como uma das cinco tendências tecnológicas que podem levar uma empresa ao sucesso. Traduzida do inglês biomimicry (que advém do grego: bios, vida; mimesis, imitação), Biomimética significa literalmente “imitar a vida”. A Biomimética busca resolver os desafios de negócio olhando para a natureza.

 É uma área da ciência que estuda as estruturas biológicas e as funções da natureza, buscando aprender com ela e aplicar esses conceitos no desenvolvimento de novas soluções e produtos que resolvam problemas complexos.

A biomimética saiu do mundo acadêmico e invadiu o mundo dos negócios. Ela já é considerada uma das principais ferramentas de inovação e vem transformando a forma como pensamos e criamos novos produtos e serviços. Cada vez mais empresas olham para a natureza em busca de ideias para resolver desafios complexos. A natureza sempre foi uma grande fonte de inspiração para a criação de novas ferramentas. No entanto, o conceito de biomimética é recente. A palavra “biomimética” foi criada por Janine Benyus (autora do livro Biomimicry), que definiu 3 princípios básicos da Biomimética, são eles:

1. Natureza como modelo
A biomimética estuda o funcionamento da natureza e replica ou se inspira nesse modelo para criar novos designs e processos.
2. Natureza como medida
A biomimética utiliza um padrão ecológico para medir a qualidade e eficiência das inovações. Segundo essa ciência, após bilhões de anos de evolução, a natureza sabe o que funciona, o que é resistente e qual a melhor forma de se resolver determinado problema.
3. Natureza como mentora
A biomimética é uma nova forma de se relacionar com a natureza, sem pensar no que podemos extrair dela, mas sim, no que podemos aprender com ela.

Mas afinal, como a biomimética pode me ajudar a resolver desafios de negócios? A natureza está pautada em um sistema de inovação e colaboração de três milhões de anos. Estudando alguns dos princípios básicos da natureza (resiliência, otimização, adaptabilidade e sistemas integrados), podemos criar negócios mais saudáveis, diversificados e rentáveis. Confira as dicas abaixo:

Resiliência
É mais eficiente criar uma cultura de resiliência em sua agência do que correr atrás do prejuízo. Desenvolve resiliência enxergando oportunidades nos tempos difíceis e nas constantes mudanças. Descentraliza, distribui e diversifica conhecimento, recursos, poder de decisão e ações. Estimula a diversidade de pessoas, relacionamentos, ideias e abordagens.

Otimização
Otimizar é mais eficiente do que maximizar! Na natureza não há desperdícios, nada é perdido e tudo é transformado. Portanto, a dica é encontrar o “ponto ótimo” da estratégia da sua agência. Ou seja, não foque em maximizar suas ações, mas sim em desenvolver a melhor estratégia com os recursos atualmente disponíveis.

Adaptabilidade
A natureza possui uma enorme capacidade de se adequar às mudanças climáticas e aos mais diversos desastres. Quer melhorar a capacidade de adaptação da sua agência? Crie mecanismos internos de feedback em todas as áreas da sua agência. Assim, você receberá sugestões e críticas em tempo real e poderá realizar ajustes e melhorias caso necessário. Seja criativo, o budget está acabando? Está sem tempo para planejar aquela mega campanha? Mapeie os recursos já existentes e reaproveite o que fizer sentido.

Sistemas integrados
Em um mundo onde mudanças são constantes e recursos são cada vez mais limitados, é mais eficiente adotar uma abordagem sistêmica do que uma abordagem independente. Quer saber como? Desenvolvendo parcerias estratégicas e trabalhando em rede, utilizando a tecnologia para fazer mais negócios, mapeando as qualidades e fortalezas do seu time interno e criando espaço para novas ideias motivando a sua equipe e estimulando o trabalho em grupo.

Está precisando de inspiração para elaborar uma campanha de Marketing Digital, uma nova Logomarca ou mesmo um Rebranding? Que tal tentar algo diferente e buscar referências na fonte mais antiga e sábia de todas, a natureza?
Conheça alguns trabalhos criados com essa essência:

Natura lança linha com embalagens com baixíssimo impacto ambiental

Biomimética: o que é e ideias de negócio


http://tatil.com.br/pb/projetos/rio-2016/
https://goncalvescordeiro.com.br/portfolio/

Cláudio Cordeiro – Publicitário, Advogado, Consultor Político ABCOP, Membro ALAP, Diretor da Gonçalves Cordeiro.

0 0 vote
Article Rating
Continue lendo

Claudio Cordeiro

FRACIONAMENTO IMOBILIÁRIO E INOVAÇÃO

Publicado

Guarde bem esse nome Tokenização, essa é a nova tendência, ou melhor já é uma realidade fora do Brasil. Isso nada mais é que usar o Blockchain para dar credibilidade, agilidade, nos processos imobiliários de investimento.

Atualmente, o Blockchain é utilizado para diversas coisas, muito além da bitcoin, monero e outras criptomoedas disponíveis. Com o Blockchain é possível se fazer a validação de documentos por meios digitais, como contratos de serviço ou bens, troca, venda ou aquisição de imóveis, ações, carros e dos mais diversos bens.

Os investimentos imobiliários deverão dar um salto gigantesco assim que isso for legalizado no Brasil, ainda falta legislação para tal, fica aí a dica para os legisladores.

Tokenização, nada, mas é que o fracionamento de um imóvel para ser comercializado no mercado, haja vista que a grande maioria da população não tem com investir sozinho num imóvel de 50, 100, 500 mil ou acima de milhão. E, fracionando, fatiando em tokens esse imóvel fica acessível pra qualquer pessoa fazer esse investimento. Pois num imóvel de 500 mil reais com 100 metros quadrados, ele pode por exemplo ser fracionado e vendido em 100 tokens (podendo ser mais ou menos), assim o investidor que comprar apenas um token, ele receberá o aluguel referente aquela fatia que investiu. Isso dará oportunidade a quem não tem como investir sozinho num imóvel. Daí o investidor receberá a quantia. Isso se chama fracionamento imobiliário

“O mercado imobiliário é um dos mais estáveis do mundo e com um dos maiores retornos. Graças às tecnologias revolucionárias (tokens), os investimentos imobiliários ficam mais simples”, disse Rubens Neistein.

Outra vantagem será sem sombra de dúvidas a agilidade e o custo dessa transação. Ela poderá ser feita em apenas poucos segundos ou menos e por valores inexpressivos, tudo de forma digital.

Quem já participa desse mercado deve ficar preparado para essa nova modalidade. A Agência Gonçalves Cordeiro por seu núcleo de inovação participa de startups, cria soluções, constrói aplicativos, valida e vive experiências completas no mundo digital.

O Blockchain como visto não está condicionado apenas a criptomoedas, mas também a uma variedade de situações, veja rapidamente apenas mais uma utilidade, desta vez com foco na saúde. Imagine desde que você nasceu ate hoje, todos os seus exames, toda sua vida clínica guardada com você e de forma inviolável. Numa possível necessidade e em qualquer lugar do mundo você pode disponibilizar para um tratamento, sendo que se deixar pra alguma empresa guardar esses dados, ela pode falir por exemplo ou ser rackeada, perdendo todas as suas informações.  Isso já é possível.

 

Cláudio Cordeiro – Publicitário, Advogado, Consultor Político ABCOP, Membro ALAP, Diretor da FENAPRO, Diretor da Agência Gonçalves Cordeiro.

 

0 0 vote
Article Rating
Continue lendo

Claudio Cordeiro

Prêmio Estudantil Internacional de Gramado para Gonçalves Cordeiro

Publicado

Depois de faturar recentemente um Galo de Paris pela mesma ALAP (Associação Latino-Americana de Publicidade), Cláudio Cordeiro acaba de ganhar outro importantíssimo prêmio internacional para a publicidade mato-grossense e para a sua agência.

Dessa vez, Cláudio Cordeiro recebeu o reconhecimento como Quero-Quero pelo julgamento de Projetos de Propaganda Ética e Social de interesse da sociedade familiar da América Latina, no 8º Prêmio Estudantil Internacional de Gramado.

Segundo o próprio dirigente da Gonçalves Cordeiro, agência sediada em Cuiabá-MT, “mesmo nosso foco sendo 100% o resultado para os nossos clientes, os prêmios parecem nos perseguir”.

Cláudio Cordeiro diz estar feliz por mais essa importante conquista e aproveita para agradecer sua equipe pelo apoio e parceria constantes.

“Ficamos felizes por ver o nosso trabalho sendo reconhecido mais uma vez.”, finaliza Cláudio Cordeiro

0 0 vote
Article Rating
Continue lendo

Política

Polícia

GERAL

Mais Lidas da Semana





0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x