BRASILEIRÃO

Cuiabá recupera lateral e volante titulares para estreia na Série B

Publicado

Esporte

Prestes a estrear na Série B, o Cuiabá parou as contratações e o foco é iniciar trabalhos individuais com jogadores que estavam entregue ao departamento médico. A estreia será contra o Brasil de Pelotas-RS e os prováveis preocupam o técnico Chamusca e a comissão técnica (foto).

O lateral Lenon e o volante Ferrugem, ambos lesionados, inclusive não viajaram com o elenco do Cuiabá para Trindade e seguem sob os cuidados médicos, mas pode que ser que não haja chances de recuperação até a largada do Brasileirão da Série B.

Enquanto Lenon inicia nova fase de fisioterapia, após passar por uma cirurgia de reconstrução do tendão patelar, Ferrugem se recupera de um afundamento no joelho e, por este motivo, não viajou com a delegação para os jogos-treinos contra Atlético-GO e Goiás, em Goiânia.

Lenon deve estar à disposição do técnico Chamusca em 35 dias, já Ferrugem, terá mais 10 dias de recuperação e depois será liberado para os treinamentos com o restante do grupo.

0 0 vote
Article Rating
Clique para comentar
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Esporte

Mixto vê Copa FMF como ingresso à Copa do Brasil

Publicado

Divulgação

Apresentado na última semana pela diretoria do Mixto, o técnico Eduardo Henrique já traçou os primeiros passos do trabalho à frente do Alvinegro.

O treinador deve começar por onde mais se destacou em Mato Grosso nos últimos anos, as categorias de base.

_“Primeiro vamos esperar o calendário da Federação Mato-grossense de Futebol. Atualmente trabalhamos com a categoria sub-15, porém, vamos montar as demais categorias sub-17, sub-19. O principal objetivo é montar um elenco forte para a Copa FMF Sub-21″, destacou o treinador.

Com o planejamento de fazer um Mixto forte em todas as competições que for disputar, Eduardo Henrique aposta no trabalho da base.

Para o treinador, os bons resultados podem começar desde já, e assim garantir que o Alvinegro possa disputar competições regionais e nacionais.

Copa FMF é caminho

O Mixto levantou o troféu de campeão da Copa FMF em 2018, garantindo vaga para a Copa do Brasil do ano passado.

O Tigre chegou na segunda fase da competição nacional, quando acabou eliminado pela Chapecoense.

Na fase anterior, o Alvinegro havia eliminado o CSA, clube que estava na Série A do Campeonato Brasileiro.

Campeão da Copa FMF em 2016 e do Campeonato Mato-grossense Sub-19 em 2018, ambos pelo Cuiabá, Eduardo Henrique tem como objetivo conquistar títulos e relembrar os anos de glória do Tigre da Vargas.

0 0 vote
Article Rating
Continue lendo

Esporte

Morre jogador ídolo do Dom Bosco nas décadas de 50 e 60 em Mato Gosso

Publicado

É com pesar que o secretário de Cultura, Esporte e Turismo, Francisco Vuolo recebe a notícia do falecimento do antigo médio volante do Clube Esportivo Dom Bosco, Albino Gonçalves dos Santos, o Avião nesta terça-feira (28). A informação é de que ele estava internado em uma unidade de Terapia Intensiva (UTI) e faleceu de causas naturais.

“Em nome da Prefeitura de Cuiabá, estendo minhas condolências aos familiares, amigos e fãs do grande Avião, símbolo do Dom Bosco, onde jogou por quase uma década. Que Deus possa confortar o coração de todos neste momento e que o seu legado no futebol cuiabano seja lembrado com o devido carinho e respeito que merece”, declarou Vuolo.

Avião faleceu aos 86 deixando um legado memorável no futebol cuiabano. O jogador foi um dos grandes símbolos do Dom Bosco, clube por onde jogou por quase uma década. Ganhou os campeonatos cuiabanos de 1958 e 1963. Passou pelo Palmeiras do Porto, e veio a se aposentar dos gramados após rápida passagem pelo Boa Vista, em 1969.

5 1 vote
Article Rating
Continue lendo

Esporte

Apresentador da TV Globo morre, aos 45 anos, de covid-19

Publicado

Arquivo Pessoal

A televisão brasileira está de luto. Aos 45 anos, morreu nesta terça-feira o apresentador Rodrigo Rodrigues, vítima de complicações decorrentes da Covid-19.

O jornalista estava internado desde o último sábado na unidade de terapia intensiva do Hospital da Unimed, no Rio de Janeiro.

Com o bom humor característico e a competência indiscutível, Rodrigo Rodrigues deixou sua marca por onde passou.

Desde janeiro de 2019 na Globo, o apresentador conquistou a confiança de todos, e diversos colegas logo se tornaram amigos também fora do ambiente de trabalho.

A morte de Rodrigo abre uma ferida que vai muito além do profissional insubstituível.

Dentro e fora da Globo, dezenas de pessoas sentem a perda de um amigo. E a família chora a partida de um parente que conquistou uma legião de admiradores.

Rodrigo Rodrigues apresentou o Troca de Passes pela última vez no dia 9 de julho, quando relatou que um amigo com quem tivera contato recente testou positivo.

No dia 13, o apresentador fez o exame, que também apontou a Covid-19. Desde então, cumpriu o isolamento em casa, com acompanhamento da equipe médica da Globo.

Inicialmente, apresentou sintomas leves, como falta de paladar e olfato, mas disse que se sentia bem.

No entanto, a situação mudou no último sábado, quando deu entrada no hospital com vômitos, desorientação e dor de cabeça.

De acordo com o boletim médico do hospital, foi diagnosticada uma trombose venosa cerebral, e o apresentador passou por uma cirurgia na noite de domingo para aliviar a pressão intracraniana. Nesta terça, porém, ele não resistiu às complicações.

Rodrigo Rodrigues foi um dos grandes nomes da televisão brasileira nas últimas décadas. Iniciou a carreira em 1995, na Rede Vida, embora só fosse ingressar na faculdade de Jornalismo dois anos mais tarde.

Em 2001, aceitou um convite da TV Cultura para integrar a equipe do programa “Vitrine”, apresentado por Marcelo Tas. Rodrigo ficou por lá até meados de 2003 e, na sequência, teve passagem curta como repórter no SBT.

Já em 2005, mudou-se para a TV Bandeirantes e, em seguida, retornou para a TV Cultura, desta vez para ancorar o “Cultura-Meio Dia” ao lado de Maria Júlia Coutinho. Ele permaneceu na função até 2010.

Com carreira consolidada, Rodrigo Rodrigues chegou à equipe de esporte da Globo como reforço de peso.

Começou com aparições em diferentes programas do SporTV e apresentou em algumas oportunidades o Globo Esporte de São Paulo.

Em agosto, como mais um reconhecimento de sua competência, tornou-se âncora fixo do Troca de Passes.

Dentro e fora da televisão, Rodrigo Rodrigues tinha outra paixão que carregava desde a infância: a música.

Em participação no “Domingão do Faustão” em março de 2020, ele contou que o interesse pelas artes começou cedo, com o desenho. Na sequência, veio o violão.

Em 2008, Rodrigo montou a banda “The Soundtrackers”, especializada em tocar trilhas de grandes sucessos do cinema.

Guitarrista do grupo, ele dividia seu tempo entre o jornalismo e a música.

Também encontrava espaço na agenda para escrever livros relacionados ao ambiente musical, como “As Aventuras da Blitz” e “Almanaque da Música Pop no Cinema”.

Na tela ou no palco, Rodrigo Rodrigues desempenhou suas funções com o brilhantismo de um dos gigantes da comunicação brasileira no século 21.

5 1 vote
Article Rating
Continue lendo

Política

Polícia

GERAL

Mais Lidas da Semana

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x