CHUVA

Chuva controla focos de incêndio que ameaçavam Santuário de Elefantes em MT

Publicado

Geral

Os focos de incêndio que ameaçavam o Santuário de Elefantes Brasil (SEB) – o único da América Latina, localizado em Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá, foram controlados após chuvas registradas na região entre a noite de domingo (11) e essa segunda-feira (12).

Segundo o SEB, as queimadas na área de mata começou na sexta-feira (9) por conta de uma técnica corta-fogo malsucedida em uma propriedade vizinha e se alastrou rapidamente pelo setor norte do Santuário.

Desde que as chamas se intensificaram, Maia, Rana, Lady, Mara e Bambi foram encaminhadas para os recintos um, dois e três, que ficam próximos à área de cuidados veterinários e têm dois hectares.

“Felizmente, começou a chover. Ontem pela manhã, tivemos uma curta tempestade de 5 a 10 minutos, e outra tempestade ontem à tarde com chuva fraca. E então, à noite, por volta das 21h, tivemos uma tempestade bastante forte. Foi uma chuva forte que durou de 20 a 30 minutos. Essas pequenas chuvas são as melhores. Devido ao grau de queimadura que a terra apresenta agora, longas chuvas fortes podem causar problemas de escoamento”, explica o Santuário, em nota.

Chuva acaba com incêndio que ameaçava Santuário dos Elefantes

Chuva acaba com incêndio que ameaçava Santuário dos Elefantes

O SEB informou ainda que as chuvas acompanhadas das temperaturas mais baixas fazem com que todos os animais pareçam leves e suaves.

Os bombeiros continuam com a fiscalização na área para evitar que o fogo volte a se alastrar no abrigo.

“É comovente saber que eles realmente se importam e não estão apenas fazendo seu trabalho. Em meio à devastação, continuamos extremamente gratos a todos que se reuniram no final da semana passada para proteger os residentes do Santuário”, ressalta.

Rana e Ramba são companheiras no santuário — Foto: Santuário dos Elefantes/Divulgação

Rana e Ramba são companheiras no santuário — Foto: Santuário dos Elefantes/Divulgação

Área protegida para novos moradores

O galpão e o habitat dos elefantes africanos estão seguros, segundo o Santuário. A instituição afirma que os incêndios não devem afetar a chegada do Kenya, Kuky e Pupy.

“Suas licenças ainda não foram aprovadas, então ainda não temos um cronograma, mas o incêndio não causará nenhum atraso. As cercas são de aço, por isso não foram danificadas pelo incêndio. A própria terra está carbonizada, mas esta área é bastante resiliente. Com as chuvas, tudo deve voltar a crescer e ficar bem exuberante em alguns meses”, explica.

De acordo com o SEB, o galpão do habitat africano está intocado. Não protegemos esse galpão durante os incêndios, pois não era uma prioridade.

“Temos um grande perímetro de areia e cascalho ao redor do galpão africano como proteção contra fogo. Sem nada para queimar ao redor, os elefantes podem ser fechados no galpão na pior das hipóteses, e o fogo se moverá ao redor devido à falta de combustível”, disse.

*FONTE:G1

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Hospital Metropolitano fica alagado após chuva em Várzea-Grande (MT)

Publicado

O Hospital Metropolitano, em Várzea-Grande, região metropolitana de Cuiabám ficou alagado após uma forte chuva que ocorreu na tarde desta quinta-feira (29). A água chegou aos corredores de vários blocos da unidade de saúde.

Em nota, a diretoria do hospital, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), informou que a situação foi devidamente controlada e nenhum tratamento foi prejudicado. Também não houve a interrupção dos serviços.

“De forma imediata, a gestão do hospital tomou todas as medidas cabíveis. Alguns pacientes foram reposicionados internamente para outros blocos da unidade”, diz.

De acordo com a secretaria, uma equipe de obras já esteve no local para apurar o que pode ter ocasionado a situação.

*FONTE:G1

Continue lendo

Geral

Em cerimônia tecnológica são anunciados os vencedores dos prêmios Morena e Centro América de Criação Publicitária

Publicado

Conheça os grandes vencedores do 24º Prêmio Morena e 23º Prêmio Centro América

Os vencedores dos prêmios Morena e Centro América de Criação Publicitária foram anunciados nesta quinta-feira (29). De forma inédita, pela primeira vez o evento foi virtual, em razão da pandemia do novo coronavírus, com estrutura montada nos estúdios da TV Morena, em Campo Grande.

Para os prêmios, foram inscritas 450 peças publicitárias dos estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. As peças foram avaliadas por Heraldo Bighetti, Fernando Fiasco, Fernando Carreira, Américo Vizer e Melissa Pottker, publicitários da cidade de São Paulo, e pelo presidente do Júri, Cicero Mariano, gerente de marketing e representante da Rede Matogrossense de Comunicação (RMC). O júri foi online e aconteceu nos dias 24 e 25 de setembro.

Em um telão de 180 graus, instalado no auditório da TV Morena em Campo Grande ficaram os finalistas dos dois estados. De um lado Mato Grosso e do outro Mato Grosso do Sul.

Para apresentar essa noite digital a apresentadora Lucimar Lescano e o repórter Alysson Maruyama.

Para reforçar o time, o ator da Rede Globo Murilo Rosa também participou, da casa dele, no Rio de Janeiro.

Para abertura oficial da cerimônia o diretor geral da Rede Matogrossense de Comunicação (RMC), Zilmar Melatte e o diretor executivo da RMC, Nicomedes Silva Filho.

O primeiro prêmio anunciado na noite foi o da categoria Varejo do Prêmio Morena. Quem levou foi a agência “8020”, com a peça “Fique em Dia 2019”.

Do Prêmio Centro América quem venceu foi a agência “FCS”, com a peça “Novo Japidinho”.

No Varejo Interior “ABV Marketing”, com “Ofertas Segunda e Terça” levou o Prêmio Morena.

O Prêmio Centro América da categoria ficou com a agência “Otto Comunicação”, com a peça “VS 27 09 19”.

Na categoria Órgãos Públicos a agência “Agilità Propaganda” levou o Prêmio Morena com a peça “Curso Técnico Agronegócio”.

O Prêmio Centro América ficou com a agência “Soul Propaganda” com a peça “Zagueiro”.

Na categoria Jingle do Prêmio Centro América quem levou foi a agência “Donamaria Comunicação Criativa”, com a peça “Lélis, um espetáculo até no preço”.

Na categoria Spot do Prêmio Centro América quem levou foi a “Renca Comunicação”, com a peça “Dia Mundial da Água”.

Na categoria Acadêmica o Prêmio Morena ficou com “Anhanguera Uniderp”, com a peça “Até onde somos diferente?”.

Quem levou o Prêmio Centro América da categoria foi a Univag, com a peça “Aos cuidados de uma máquina”.

Na categoria Institucional o Prêmio Morena ficou com a agencia “Bepop Branding”, com a peça “Eles falam, a gente entende – Gato”.

Quem levou o Prêmio Centro América foi a “Renca Comunicação”, com a peça “Desperdício”.

Na categoria Institucional Interior do Prêmio Morena o primeiro lugar ficou com a “ABV Marketing”, com a peça “Dia dos Pais 2019”.

No Prêmio Centro América quem venceu foi a “Boom Comunicação”, com a peça “Mecânico por um dia”.

Na nova categoria a “Multiplataforma”, onde concorrem peças que foram veiculadas em todas as plataformas da RMC: TV, Rádio e G1, o Prêmio Centro América ficou com a agência “Genius”, com e peça “Caça Brinquedos”.

E os prêmios mais esperados da noite. Na categoria “Grand Prix Rádio” do Prêmio Centro América a agência “Renca Comunicação” venceu com a peça “Dia Mundial da Água”. Os vencedores ganham uma viagem com destino nacional.

Na categoria Grand Prix TV do Prêmio Morena a agência “8020” venceu com a peça “Fique em Dia 2019”. O prêmio, uma viagem internacional.

E a categoria Grand Prix TV do Prêmio Centro América ficou com a agência “Renca Comunicação” que já tinha levado o Grand Prix Rádio. A peça vencedora foi a “Desperdício”. Também como prêmio uma viagem internacional.

Esse ano não teve festa. Por causa da pandemia a RMC decidiu não celebrar com as tradicionais festas que realizava em Cuiabá e também em Campo Grande. Mas graças a cerimônia tecnológica desse ano, os convidados ganharam um presente, uma palestra com um dos maiores nomes da publicidade no Brasil e do mundo, Washington Olivetto, diretamente de Londres.

*FONTE:G1

Continue lendo

Geral

Parque estadual é fechado após a morte de 7 macacos em Cuiabá

Publicado

O Parque Estadual Mãe Bonifácia foi fechado temporariamente pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema), a partir desta sexta-feira (30), após a Polícia Ambiental registrar a morte sete macacos saguis.

A secretaria informou que o fechamento atende os protocolos de segurança biológica.

Cartaz de aviso foi colocado na entrada do parque em Cuiabá — Foto: Divulgação

Cartaz de aviso foi colocado na entrada do parque em Cuiabá — Foto: Divulgação

Um cartaz foi pregado na entrada do parque para informar os visitantes.

As atividades estarão suspensas até que os laudos da necropsia dos animais estejam concluídos e haja garantia de segurança da saúde da população e dos animais.

Segundo a Sema, os laudos serão divulgados pela Unidade de Vigilância em Zoonoses da Prefeitura de Cuiabá que está analisando amostras coletadas.

*FONTE:G1

Continue lendo

Política

Polícia

GERAL

Mais Lidas da Semana