conecte-se conosco



Entretenimento

Ancine quer aumentar participação feminina nas produções audiovisuais

Publicado

Criar instrumentos para aumentar a participação feminina em produção audiovisual é uma das preocupações da Agência Nacional do Cinema
(Ancine). A última pesquisa mostra que a participação de mulheres na direção de filmes foi de 19,7. Em média, a participação de mulheres nos filmes lançados comercialmente no Brasil alcança 15%. Dependendo do ano, chega a 21%; em 2014, registrou apenas 10%.

Leia também: Depois de quase falir, Paramount reencontra sucesso com filmes como “Rocketman”


Mostra CCBB
Reprodução/Mostra CCBB

Ancine queer mais mulheres em produções audiovisuais

Por conta disto, a agência promoverá em junho o Seminário Internacional de Mulheres no Audiovisual
. Além de trazer experiências de outros países, será assinado um memorando de entendimento entre a Ancine
e a entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres, conhecida como ONU Mulheres, para aumentar a igualdade de gênero no setor audiovisual, por meio da promoção de ações transversais em diversas áreas.

“A Ancine vê isso [a participação feminina] como uma distorção. É por isso que estamos realizando esse seminário”, disse à Agência Brasil a diretora da Ancine, Débora Ivanov. O evento acontecerá no dia 13 de junho, em São Paulo, e 14 de junho, no Rio de Janeiro.

Paridade e cotas

Desde 2018, a Ancine já concretizou duas ações. A primeira estabeleceu paridade de gênero nas comissões de seleção de filmes para recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). “Já tem um peso mais feminino na seleção de obras”, disse Débora. A segunda ação foi o estabelecimento de cotas para participação de gênero e raça. “Foram dois passos importantes, mas ainda há muito a ser feito”, reconheceu a diretora.

De acordo com a pesquisa da Ancine de 2018, do total de filmes brasileiros lançados em 2016, somente 2% foram dirigidos por homens negros, enquanto nenhuma mulher negra assinou a direção de um filme.

Débora citou a experiência de política pública que a convidada internacional Amanda Nevill, diretora-executiva do British Film Institute (BFI), órgão do Reino Unido, apresentará no seminário. O BFI é considerado referência mundial na implementação de políticas para a diversidade no setor audiovisual britânico. Funcionando como agência do audiovisual do Reino Unido, o BIF estabeleceu uma política muito clara para promoção da diversidade em toda a cadeia produtiva, disse a diretora da Ancine. “É uma inspiração para nós”, afirmou.

Leia também: Em meio a onda de cinebiografias, brasileiro “Simonal” propõe discussão racial

Movimento civil

Da Alemanha, vem a experiência da ProQuoteFilm, que Barbara Rohm vai apresentar no seminário. A ProQuoteFilm é uma organização da sociedade civil criada em 2014 para promover a igualdade de gênero na indústria cinematográfica e televisiva alemã.

Lá, como no Brasil, menos de um quarto dos filmes é feito por cineastas do sexo feminino. Débora Ivanov analisa que a experiência da Alemanha abre a possibilidade de conhecer o movimento da sociedade civil na luta para aumentar a inclusão de filmes nos festivais que sejam produzidos, dirigidos e roteirizados por mulheres. “É importante falar sobre isso sempre porque as políticas públicas são impulsionadas pelo movimento civil”, comentou a diretora da Ancine.

A presidente da Comissão de Gênero, Raça e Diversidade da Ancine, Carolina Costa, destacou que o BFI do Reino Unido pede provas da diversidade de gênero nos filmes de várias formas, desde a etapa de estágio até a hora de postular recursos públicos. “Isso é muito útil”, apontou. Carolina reconhece, entretanto, que a questão de raça é mais aguda que a de gênero. Argumenta que o estabelecimento de cotas para mulheres e para negros pode resolver a questão da diversidade racial, mas é preciso que desde o primeiro edital as políticas públicas abordem essa questão em profundidade.

Débora Ivanov afirma que no Reino Unido, a política do BFI tem um papel mais liberal. No lugar de cotas, eles colocaram pontuações nos editais que as obras audiovisuais têm que atender para concorrer aos recursos públicos de fomento. Na Alemanha, existe o sistema de cotas. Na Suécia, foi implantado também o sistema de cotas que já alcançou a paridade de gênero (50% homens, 50% mulheres), lembrou Débora. Disse que o seminário servirá para conhecer as diferentes propostas para promoção da diversidade de gênero. O objetivo é inspirar os gestores públicos e, ao mesmo tempo, envolver no debate os movimentos sociais para propor meios mais efetivos de combater a desigualdade existente no meio audiovisual nacional e internacional.

Parceria

O seminário conta com a parceria do Serviço Social do Comércio de São Paulo (Sesc São Paulo), da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) e do Goethe-Institut. Na capital paulista, no dia 13 de junho, o evento acontecerá na sede do Sesc, na Avenida Paulista, a partir das 9h. No Rio, será realizado na Casa Firjan, localizada na Rua Guilhermina Guinle, em Botafogo, no mesmo horário.

Leia também: Governo suspende cobrança de direitos autorais por entidades do audiovisual

Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
Foto e arquivos de imagem
 
 
 
Arquivos de Áudio e Vídeo
 
 
 
Outros tipos de arquivos
 
 
 
  Se inscrever  
Notificação de

Entretenimento

Confira as atrações do Carnaval da Gente 2020

Publicado

A Prefeitura de Cuiabá anuncia as atrações do Carnaval da Gente 2020. O pagodeiro Salgadinho, ex-integrante do Katinguelê, os grupos Pagodão S.A., Toq D’Prazer e Erre Som já estão confirmados para os três dias de programação musical.  Haverá ainda com um dia de desfile dos blocos. A estimativa é de que 8 mil pessoas passem pelo evento, organizado pela Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo, e realizado pela Nilmo Eventos, com patrocínio da Águas Cuiabá e Skol.

A folia acontece de 22 a 25 de fevereiro, no Parque de Exposições Jonas Pinheiro. No sábado (22), a festa começa às 21h com dj para esquentar a galera e segue com apresentação do Trio Maravilha, Salgadinho do grupo Katinguelê e banda Mega Som, encerrando com dj até às 3h, horário oficial de encerramento para todas as datas. A entrada será gratuita.

No domingo (23), a garotada pode curtir a folia de Momo na matinê, que acontece a partir das 17h. Já às 20h, o dj abre o segundo dia de festa, seguido pelo grupo Toq D’Prazer, Alex Maluf, Anselmo e Rafael, Erre Som e finalizando com dj. Na segunda (24), o dj inicia os trabalhos às 20h e logo depois dá lugar ao grupo Pagodão S.A., seguido de Rafa Garcia e banda Tarraxinha.

Na programação da terça-feira (25) o desfile dos blocos que disputam premiação total de R$ 100 mil começa às 18h30. No total, seis grupos participarão do desfile, no pátio a frente da arquibancada. São eles: Bloco Vaidade, Unidos do Carumbé’, Império de Casa Nova, Unidos do Araés e Melados e Boca Suja. Haverá ainda apresentação de abertura do ‘Bloco das Divas’ e ‘Bloco Plus Samba’.

“Vai ser o Carnaval da Gente. Já estivemos com os blocos carnavalescos e definimos a premiação, no valor de R$ 100 mil, distribuídos de acordo com regulamento desenvolvido por eles. Será uma grande festa com atrações nacionais e regionais para fortalecer esse período de reinado de Momo na nossa Capital. Estamos trabalhando para realizar um evento em que toda a família possa se divertir”, comentou o secretário de Cultura, Esporte e Turismo, Francisco Vuolo.

De acordo com ele o espaço foi projetado para se transformar em um verdadeiro sambódromo, com área de concentração, recuo de bateria e dispersão, além de espaço dos jurados. O regulamento está sendo feito pela Associação de Blocos de Cuiabá (ABLOC).

No dia 23 de janeiro, foi realizada uma visita técnica ao Parque de Exposições Jonas Pinheiro, com representantes das entidades que atuarão em conjunto para a realização do evento de forma segura, saudável, seguindo as normas municipais de regularidade e também com a alegria e diversão que a data merece. Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Secretaria Municipal Cultura, Esporte e Turismo, de Saúde, de Meio Ambiente, de Serviços Urbanos, de Mobilidade Urbana e Juizado da Infância e Juventude de Cuiabá estiveram presentes.

A escolha do local foi pensada para proporcionar maior segurança e conforto aos foliões, além de minimizar os transtornos com poluição sonora, logística e tráfego durante o carnaval, que é uma data de muito movimento em toda a cidade.

O complexo organizado para a ocasião conta com espaço kids, área de shows, avenida de desfile de blocos, praça de alimentação, além de área específica para equipe de saúde, juizado infantil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. A entrada será monitorada e vai contar com vistoria. Menores de idade devem estar acompanhados dos pais e/ou responsáveis. Além disso, não será permitida entrada com latas, garrafas, qualquer objeto perfurante e/ou cortante no local.

Programação Carnaval da Gente 2020:

Sábado (22), das 21h às 03h: Dj, Trio Maravilha, Salgadinho do Katinguelê, Mega Som e Dj.

Domingo (23), das 20h às 03h: Dj, Toq D’Prazer, Alex Maluf, Anselmo e Rafael, Erre Som e Dj.

Matinê a partir das 17h.

Segunda-feira (24), das 20h às 03h: Dj, Pagodão S.A, Rafa Garcia, Banda Tarraxinha

Terça-feira (25), das 18h30 às 03h: Bloco das Divas, Plus Samba e desfile de blocos de carnaval (Vaidade, Unidos do Carumbé, Império de Casa Nova, Unidos do Araés, Melados e Boca Suja).

Serviço

O que: Carnaval da Gente 2020

Quando: de 22 a 25 de fevereiro, das 20h às 03h

Onde: Parque de Exposições Jonas Pinheiro

Continue lendo

Entretenimento

Cia Cena Onze de Teatro comemora seus 30 anos com exposição no Cine Teatro Cuiabá

Publicado

Mais do que celebrar 30 anos de história, a Cia Cena Onze de Teatro vai relembrar sua atuação no fomento à cultura e no trabalho em prol da assistência social, com uma exposição, no Cine Teatro Cuiabá, de 04 a 22 de dezembro, trazendo ao público um resgate de todos os trabalhos já apresentados pelo grupo, gerando uma criação inovadora, de grande qualidade técnica e artística. Para abrir a mostra, um sarau com artistas convidados será apresentado às 19h do dia 04.

Nesses quase 20 dias de exposição, o visitante poderá conhecer toda a trajetória da Companhia de Teatro ao longo das 3 décadas de atuação, formando dezenas de atores e ministrando cursos de teatro. Atualmente, administra o Cine Teatro Cuiabá (CTC), via contrato de gestão compartilhada com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado, Cultura e Lazer (Secel).

Além do entretenimento, a exposição é uma grande homenagem a todos que se dedicam às artes cênicas, com questionamentos e reflexões importantes para a sociedade, mas em especial para aqueles que integram o grupo, que cresce e se renova com diferentes componentes e atores, que vão chegando a cada ano, por meio dos cursos realizados.

Nascida diante das necessidades de ações culturais voltadas para as comunidades carentes em Mato Grosso, a Cia Cena Onze de Teatro promove cursos de formação teatral, dança, circo, artesanato, pintura, palestras com foco na prevenção ao uso de álcool e outras drogas, uso sustentável dos recursos naturais, reciclagem, ecologia e educação para o trânsito.

Segundo o diretor da companhia, Flávio Ferreira, resgatar a dignidade do ser humano é um dos objetivos da instituição. “Para isso, utilizamos a arte como ferramenta da arte-educação e de enfrentamento ao uso de álcool e drogas para ajudar a elevar a autoestima das pessoas em situação de vulnerabilidade social. A arte resgata o que temos de melhor”, explica.

Além disso, o grupo realiza inclusão das comunidades carentes e do Centros de Convivência, Centros Comunitários, Aterro Sanitário (Lixão), Escolas públicas, Casas Abrigo, Comunidades Terapêuticas, Aldeia Xavante, entre outros.

O diretor complementa dizendo que as ações na área cultural são um aprimoramento do que já vem sendo feito com os alunos. “No decorrer dos anos montamos alguns trabalhos e sempre no final do trimestre, fazemos um espetáculo de encerramento de curso para mostrar o resultado”, detalha o diretor.

Vera Capilé, Caio Matoso, Eduardo Mahon, Marília Beatriz e Luciene Carvalho estão entre os artistas convidados para o sarau de abertura do evento, que contará também com apresentações de artistas que compõem a Companhia atualmente e alguns que já fizeram parte do grupo em anos anteriores. Haverá também uma exposição coletiva com os renomados artistas plásticos Adir Sodré, Adriana Milano, Adriano Figueiredo, Babu 78, Carlos Pina,  Clóvis Irigaray, Rai Reis, Ruth Abernaz, Vera e Zuleika, Vicente Paulo e Zeilton Matos.

A mostra fica em cartaz até o dia 22 de dezembro no foyer do Cine Teatro Cuiabá, das 08h às 18h.

Serviço

O que: Exposição “Cena Onze 30 Anos”

Data: de 04 a 22 de dezembro, das 08 às 18h

Local: Cine Teatro Cuiabá

Da assessoria

Continue lendo

Entretenimento

Orquestra Sinfônica CirandaMundo dedica concerto de novembro à Jean Sibelius

Publicado

Um concerto inteiramente dedicado à obra do compositor finlandês Jean Sibelius marca a apresentação da Orquestra Sinfônica CirandaMundo em novembro, pela série Cerrado. Sob regência de Murilo Alves, a Orquestra sobe ao palco do Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros na quarta-feira (13.11), às 20h. A entrada, como de costume, é 1kg de alimento entregue na bilheteria do teatro, na noite do concerto.

O repertório reservado para essa homenagem à Jean Sibelius conta, já na abertura, com a famosa Canção da Primavera, seguida da Suíte Karelia, Finlândia e, por fim, o quarto movimento da Sinfonia n°2 em ré menor, Op. 43.

“Preparamos um programa à altura da importância desse compositor fundamental. Um programa grandioso e imponente que mostra toda a suntuosidade da obra de Sibelius. Por ser um compositor importante do pós-romantismo, ou romantismo tardio, Sibelius, mesmo lidando com tipo de organização sonora tão explorada, conseguiu criar obras muito originais. Verdadeiros monumentos orquestrais”, explica Murilo Alves.

É certo dizer que Jean Sibelius foi um dos mais populares compositores do fim do século 19 e início do século 20. Sua música teve importante papel na formação da identidade nacional finlandesa. Parte fundamental da obra de Sibelius é a sua coleção de sete sinfonias. Assim como Beethoven, Sibelius usou cada uma delas para trabalhar uma ideia musical e desenvolver seu próprio estilo.

“Um compositor de imenso valor, constantemente exaltado em importantes salas de concerto ao redor do mundo. O que acho fantástico em Jean Sibelius é que ele permaneceu fiel às suas convicções. Num período em que a música já tinha passado por importantes transformações, ele conseguiu obter êxito criando a partir de um procedimento já tão explorado, no caso, o romantismo. O que prova que não estava tão esgotado assim, não é verdade? O vejo tão original quanto qualquer outro inovador”, conclui Murilo.

Instituto Ciranda

Há 16 anos ininterruptos, o Instituto Ciranda desenvolve um programa de educação musical dedicado a crianças e adolescentes em idade escolar. Em 2019, serão mais de mil jovens atendidos em nove polos de ensino distribuídos pelo Estado. São eles: Cuiabá (bairros Boa Esperança e Dr. Fábio), Poconé, Várzea Grande (Bairro São Matheus), Rondonópolis e Chapada dos Guimarães, além dos polos de João Carro e Água Fria, zona rural de Chapada.

Parte das primeiras gerações de instrumentistas formada pelo Instituto Ciranda, hoje, ensina para novas gerações de músicos, teoria e técnicas, leitura de partituras e prática em conjunto. “Desde sua criação, em 2003, a instituição vem transformando vidas ao tempo em que forma novas plateias, novos instrumentistas, professores e cidadãos”, comemora o maestro Murilo Alves, presidente do Instituto.

O Instituto Ciranda – Música e Cidadania é um dos 32 Pontos de Cultura apoiados pelo Governo de Mato Grosso via Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer.

Serviço

Orquestra Sinfônica CirandaMundo dedica concerto à Jean Sibelius

Data e hora: Quarta-feira (13.11), às 20h

Local: Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros

Entrada: 1kg de alimento

Livre para todas as idades

Informações: 65 3623-1239

Continue lendo

Política MT

Polícia

Mato Grosso

Política Nacional

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana