MORTE NO CONDOMÍNIO

Adolescente nega ter brincado com arma que matou amiga

Publicado

Polícia

Arquivo Pessoal

Em depoimento à polícia, a adolescente de 14 anos que efetuou o disparo que matou Isabele Guimarães Ramos, de 14 anos, com um tiro supostamente acidental, revelou que se sente muito mal com tragédia.

O fato aconteceu no dia 12 de julho, no condomínio de luxo Alphaville I, no bairro Jardim Itália, em Cuiabá.

“Mal, eu estou mal pelo o que aconteceu porque foi um acidente e… não sei. Eu não tinha nenhuma intenção (de matar Isabele). Eu fiquei em choque primeiro lá embaixo (na sala da casa), e aí eu comecei a chorar e eu não parava de chorar. Eu estava chorando até ontem (13 de julho) à noite. Hoje (14 de julho) de manhã eu acordei um pouco melhor, mas eu voltei a chorar de novo. Eu passei mal de manhã vindo para cá (delegacia) (SIC)”, expressou a menina em vídeo divulgado pelo site Hipernotícias.

A fala aconteceu durante a oitiva foi realizada no último dia 14 de julho na  Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que conduzia o inquérito antes do caso ser transferido para a Delegacia de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica).

A jovem disse também que em nenhum momento quis mostrar a pistola à amiga e negou que tenha feito qualquer tipo de brincadeira próxima antes da arma disparar. A menor explicou que apenas queria chamar a amiga para que ela levasse torta a sua mãe.

A autora do disparo disse que, após o fato, começou a gritar desesperadamente. “Depois do disparo, eu fechei o olho e comecei a gritar porque eu fiquei com medo de ter acontecido alguma coisa com a Bel (Isabele). Aí, apareceu meu irmão. Ele viu que eu estava com o case (maleta para acondicionar armas) na mão. Aí ele falou tira daqui, leve esse negócio, ele falou alguma coisa do tipo. Daí, eu tirei e joguei no quarto, joguei não, coloquei no quarto (dos pais). Eu não lembro como, eu só coloquei. Foi no armário que eu coloquei, provavelmente, porque é onde tem o costume de colocar”, explicou.

A menor relatou que após guardar as armas, voltou ao seu quarto e viu Isabele caída e o seu pai, o empresário Marcelo Martins Cestari, 46 anos, em contato com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

“Eu voltei correndo e quando eu cheguei vi isso aqui (as pernas da Isabele) caída no chão. Quando eu voltei ao meu quarto, meu pai já estava lá com o Samu (na ligação)”.

ENTENDA O CASO  

Isabele foi atingida por um tiro supostamente acidental pela própria amiga no último dia 12 de julho, no condomínio de luxo Alphaville, em Cuiabá.

Em seu depoimento, a autora do disparo afirmou que, ao derrubar a caixa plástica onde estavam as 2 pistolas, acabou se desequilibrando quando tentava recolhê-las uma delas com a mão direita ocorreu o disparo.  A mãe da vítima, Patrícia Ramos, não acredita na tese.

Os peritos indicam que o disparo teria sido feito na vítima numa distância entre 10 e 50 centímetros. A perícia também encontrou na face de Isabele vestígios de pólvora da pistola.

Foram realizadas Buscas e Apreensões, com autorização judicial, a fim de localizar, apreender e preservar provas do crime.

Foi realizada também perícia com aplicação de luminol para localizar possíveis manchas de sangue no local.

Com esse agente químico (luminol), a perícia pode identificar, inclusive, manchas de sangue que eventualmente tenham sido limpas.

Estão sendo ouvidas todas as pessoas que estavam no momento bem como outras pessoas que possam contribuir com a investigação. As oitivas dos adolescentes são realizadas por depoimento especial.

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Dois homens são encontrados mortos, amarrados e com marcas de tiros de 380

Publicado

Dois homens foram encontrados mortos, na manhã desta quinta-feira (17), na região do Coxipó do Ouro, em Cuiabá. As vítimas estavam amarradas uma na outra, com marcas de tiros pelo corpo. Ao menos 9 cápsulas de calibre 380 foram encontradas ao lado do corpo.

 

As informações são preliminares, já que a ocorrência está em andamento. Populares que encontraram os corpos acionaram os policiais, que fizeram o isolamento da área.

Por enquanto não há confirmação da identidade das vítimas. Mas, no local perícia já recolheu cápsulas deflagradas de calibre 380. Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foi acionada e investigadores vão instaurar um inquérito para investigar o crime.

 

 

*FONTE:Gazeta Digital

Continue lendo

Polícia

Irmãs são presas por planejarem a morte do pai e da amante dele em MT

Publicado

A Polícia Militar prendeu duas irmãs, de 43 e 32 anos, suspeitas de planejarem o assassinato do pai, na noite de segunda- feira (14), no Conjunto São José, em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá. As suspeitas se desentenderam após um delas ameaçar pagar alguém para matar o próprio pai.

Por volta das 23h30, uma equipe da PM foi acionada por uma das suseitas, que alegou que havia sido agredida pela irmã que estava na casa da família. Os policiais foram até o local e a suspeita relatou que se desentendeu e as duas foram às vias de fato porque a irmã teria ido ao banco sacar R$ 2 mil para pagar uma pessoa para matar seu próprio pai e a amante dele.

Foi verificado que as suspeitas apresentavam lesões nos dedos e ferimentos na região da cabeça ocasionadas durante a briga. Com uma das irmãs, a PM encontrou a quantia de R$ 1,7 mil.

Diante da situação, os policiais conduziram as duas mulheres para a delegacia por crime de vias de fato. O caso foi repassado à Polícia Judiciária Civil.

*FONTE:G1

Continue lendo

Polícia

Irmãos são assassinados por atiradores no pátio de empresa no interior

Publicado

Os irmãos João Ricardo Nicolau, 48, e Sérgio Bonifácio Nicolau, 45, foram assassinados no começo da noite de domingo (13), no pátio da empresa de guincho que um deles era dono, na cidade de Nova Mutum (264 km ao Norte de Cuiabá), por dois homens armados que chegaram em uma moto. Duas testemunhas também foram alvos dos tiros, mas conseguiram fugir sem nenhum ferimento.

 

De acordo com as informações, Polícia Militar foi acionada por volta das 18h30, logo após o crime e já encontrou as vítimas feridas no pátio da empresa. Nicolau já não apresentava sinais vitais. Já Sérgio estava com um tiro próximo da cabeça, com sinais vitais.

Corpo de Bombeiros foi acionado e socorreu a vítima, que foi encaminhada para uma unidade de saúde. No local, havia vários projéteis de arma de fogo calibre 380.

 

Testemunha informou que estava no pátio da empresa quando dois homens em uma moto se aproximaram, entraram no local e sem falar nada, um deles sacou uma arma de fogo. Em seguida, dispararam vários tiros contra as vítimas.

 

Eles atiraram contra as testemunhas, uma delas se jogou em solo e a outra correu. Os suspeitos fugiram por rumo ignorado e não foram mais encontrados.

 

Durante o registro da ocorrência, Polícia foi informada que na madrugada de segunda-feira (14), Sérgio não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo no hospital. Polícia Civil foi acionada e está investigando o crime. Imagens das câmeras de segurança da empresa serão usadas para identificar os criminosos.

 

 

 

*FONTE: Gazeta Digital

Continue lendo

Política

Polícia

GERAL

Mais Lidas da Semana